Ajustes melhoram operação dos ônibus na Rodoviária – Agência Brasília
Ajustes melhoram operação dos ônibus na Rodoviária – Agência Brasília

imagem14-01-2020-02-01-55
imagem14-01-2020-02-01-55

Uma semana após a operação dos ônibus do Entorno ser transferida do prédio do Touring (onde ficava o Terminal Metropolitano) para a Rodoviária do Plano Piloto, os passageiros estão mais adaptados aos novos locais de embarque e desembarque.

A Plataforma D, que é direcionada para a Torre de TV, é onde funcionam as linhas que atendem aos municípios goianos desde o dia 5 de janeiro, dispostas em 15 boxes. Já as linhas do DF em operação no local foram deslocadas, principalmente, para a Plataforma E. As informações sobre as novas posições podem ser buscadas em cartazes, nos totens instalados em frente aos boxes, bem como com fiscais das empresas.

Leia também

Linhas do Entorno já operam na Rodoviária do Plano

O auxiliar de serviços gerais Onésio Costa, morador de Santo Antônio do Descoberto, precisa se deslocar todos os dias para o DF. Para ele, o embarque no ônibus da linha 3021, ficou mais ágil. “Fico menos tempo na fila”, comemora.

Já o estudante de arquitetura Paulo Henrique já se acostumou a pegar o ônibus no box D7 para a Cidade Ocidental, onde mora. “Fiquei sabendo das mudanças antes do início, por meio da internet. Não tive qualquer problema durante a semana”, diz.

Por sua vez, Jucileide Araújo, moradora do Recanto das Emas, relata que já se acostumou com o novo local de embarque da linha 825.1, transferida da Plataforma D para a E. “Só fiquei um pouco perdida no primeiro dia”, conta.

Durante a primeira semana da mudança, alguns passageiros reclamaram de falta de organização, e a circulação dos ônibus ficou lenta por alguns períodos, principalmente nos horários de pico.

A cabeleireira Selma Souza elogiou o fato de se sentir mais segura na Rodoviária do que no prédio do Touring. Mas faz uma reclamação: “O embarque ainda está meio confuso, o que torna as filas grandes”, ressalva.

Avanços

Desde o início da operação, a Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) têm feito ajustes para assegurar mais fluidez no deslocamento dos coletivos e agilidade no embarque dos usuários. Mudanças nos pontos de táxi e na estocagem dos ônibus ajudaram a reduzir o tempo de permanência no interior do terminal, assim como a reprogramação no tempo dos semáforos do terminal deu mais agilidade no deslocamento dos coletivos ao entrar na rodoviária.

Segundo a ANTT, 60 mil passageiros utilizam, em dias úteis, as 110 linhas que saem dos municípios do Entorno – como Luziânia, Cidade Ocidental e Valparaíso – para a Rodoviária. O número chega a 44 mil aos sábados e 30 mil aos domingos. Ao todo, são 3.898 viagens, das quais 1,7 mil nos dias úteis, 1,2 mil aos sábados e outras 908 aos domingos.

Por sua vez, a operação dos ônibus do DF é feita por cerca de 850 ônibus, que utilizam 47 boxes das Plataformas A, C, E e F, além de toda a Plataforma B, onde operam os ônibus do BRT.

Canais

A nova operação na rodoviária tem o acompanhamento diário de fiscais da Subsecretaria de Fiscalização, Auditoria e Controle (Sufisa) e da ANTT. Caso os passageiros do DF tenham algum problema, devem entrar em contato com a ouvidoria do GDF através do 162 ou pelo site www.ouv.df.gov.br.

Já os moradores do entorno podem entrar em contato com a ouvidoria da ANTT pelo telefone 166, pelo e-mail ouvidoria@antt.gov.br e também pelo site da www.antt.gov.br.

 

* Com informações da Secretaria de Transporte e Mobilidade

Fonte: agenciabrasilia.df.gov.br/2020/01/13/ajustes-melhoram-operacao-dos-onibus-na-rodoviaria

imagem14-01-2020-02-01-55
imagem14-01-2020-02-01-55

Fonte: jornaldopovaodf.com.br/noticias/distrito-federal/ajustes-melhoram-operacao-dos-onibus-na-rodoviaria-agencia-brasilia