As investigações ainda continuam visando apurar a participação de outros indivíduos envolvidos no esquema criminoso, assim como outras chácaras irregularmente parceladas no local, segundo informações de moradores lotes estão sendo vendidos por preços entre 5 e 15 mil reais.

A invasão cresce cada dia que passa tomando conta totalmente do local que fica em área ambiental do parque Nacional de Brasília, após denúncias a invasão já foi derrubada 2 (duas) vezes pela AGEFIS, mas em questão de dias voltam os esquemas de grilagem de terras no local.

Informações de pessoasa que compraram lotes no local que 3 mulheres tomam conta do crime organizado no local que a cada dia só aumenta  na área invadida.

Nos últimos dias Foram cumpridos 11 mandados de prisão temporária e 16 mandados de busca e apreensão em Águas Claras, Vicente Pires, Park Way e Plano Piloto. Nove acusados já haviam sido localizados e presos, e até agora na cidade do automóvel a grilagem continua. 

Por: Redação