É fundamental saber quais são as recomendações oficiais para se prevenir contra o coronavírus. Afinal, o covid-19 promete alterar toda a dinâmica de relações do mundo, por ser uma pandemia com alta taxa de contágio. Ele já influencia diretamente no estilo de vida da maioria da população mundial, além de gerar transtornos em supermercados e hospitais, por exemplo.

Conselhos da OMS para se prevenir contra o coronavírus

Existem pequenas atitudes que podem fazer toda a diferença no combate ao coronavírus, sendo essenciais no cotidiano. Para evitar que essa pandemia bata na porta de sua casa, adote essas medidas abaixo:

Lave as mãos frequentemente

O sabão é um poderoso agente contra esse vírus, bastando que se lave as mãos com frequência para que o risco de contágio decresça exponencialmente. Para isso, é importante que se saiba como lavar as mãos, abrangendo desde a palma, ao dorso e às pontas dos dedos. Veja como fazer direitinho com o médico Drauzio Varella:

Manter uma distância mínima

Para evitar o contágio, uma das medidas é manter uma distância mínima de 1 metro entre cada pessoa. Sendo assim, essa medida é ideal para filas de supermercados ou aeroportos, evitando até mesmo o contágio por eventuais gotículas de saliva de outra pessoa próxima.

Evite tocar cavidades

Cavidades corporais são portas de entrada perfeitas para patógenos, mas o que seriam essas cavidades? Elas são portas de entrada de germes, como a boca, olhos e nariz, muito coçados e explorados no cotidiano. Portanto, evite coçar ou tocar nessas regiões, utilizando o dorso da mão ou a lenços descartáveis, se for necessário entrar em contato.

Mantenha a boa higiene respiratória

Esse método consiste em adotar ou manter bons costumes relacionados a tosses ou espirros, além de resíduos compostos por muco. Desse modo, opte por utilizar a parte de dentro do braço – acima do cotovelo – para cobrir a tosse ou o espirro e jogue fora devidamente o seu muco. Para isso, você assoa o nariz com o papel e joga logo fora, sem reutilizar. Em seguida, obviamente, lave bem as mãos.

Ficar em casa

Fique em casa se você não estiver se sentindo bem! Afinal, você não quer ser transmissora de um possível caso de covid-19, o que exige uma reclusão em casa. Caso haja a manifestação de sintomas do coronavírus, procure um suporte médico imediatamente para tratamento. Se você estiver ok, mas não precisa ir para a rua, fique em casa.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Hospital SãoPeregrino Lazziozi (@hospitaldevera) em 19 de Mar, 2020 às 7:16 PDT

Atualize-se

É importante se manter atualizado durante uma pandemia, para entender como está a situação ao seu redor, tal medida auxiliará a se prevenir com mais eficácia, por entender o panorama. Assim, você também estará a par das possíveis medidas governamentais contra o vírus, como quarentena e cancelamento de voos.

Conheça as zonas mais perigosas

É importante que se saiba quais são as cidades com números preocupantes de contágio, para evitar visitas a esses locais. Afinal, se sua cidade é menos afetada, uma visita sua a uma cidade com mais infectados por covid-19 pode mudar toda a dinâmica da cidade onde você reside, ampliando o número de infectados. Ou melhor, #fiquemecasa

View this post on Instagram

É o que guardamos destas semanas. #staythefuckhome

A post shared by Stay the Fuck Home (@staythefuckhome_) on Mar 18, 2020 at 5:21pm PDT

Fonte: www.dicasonline.com/conselhos-da-oms-covid-19