picpay
picpay

Segundo Procon, fintech não demonstra que o consumidor é devidamente informado sobre como utilizar os serviços (Rogério Cassimiro/Divulgação)

O Procon-SP notificou o app PicPay para pedir esclarecimentos a respeito de problemas em transferências, estorno de operações e impossibilidade de acesso aos saldos, conforme relatos de consumidores nas redes sociais.

A empresa informa que as ocorrências estão relacionadas ao saque emergencial, mas não demonstra que o consumidor é devidamente informado sobre como utilizar os serviços corretamente. A instituição também não especifica a quantidade de problemas verificados.

Veja também

Também não fica comprovado na resposta que orientações como o tempo limite do código da operação (que após 30 minutos pode ser considerado inválido), procedimentos que podem gerar bloqueios preventivos (até mesmo de consulta ao saldo) e regras de aporte foram devidamente informados aos consumidores que fizeram uso do serviço.

Além disso, a PicPay apontou a existência de problemas na validação das informações quando da utilização do cartão virtual e instabilidades no sistema.

Veja também

Para o Procon-SP, segurança e confiabilidade são características intrínsecas do serviço bancário e espera-se agilidade e eficiência das operações automatizadas.

A resposta será analisada pela diretoria de fiscalização para apuração de irregularidades e, caso sejam constatadas, a empresa será multada conforme prevê o Código de Proteção e Defesa do Consumidor.

Fonte: exame.com/seu-dinheiro/procon-notifica-picpay-sobre-sumico-de-auxilio-emergencial

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here