Carro eléttrico carregando a bateria
Carro eléttrico carregando a bateria

Vendas de carros elétricos crescem mais de 5% na Europa enquanto veículos a gasolina enfrentam uma das maiores quedas na história (Audi/Divulgação)

A transição para o carro elétrico está a pleno vapor na Europa. Enquanto as vendas de veículos a gasolina despencam na pandemia, o setor de elétricos ostenta crescimentos superiores a 5% em alguns países. O bom desempenho se deve, principalmente, aos subsídios generosos concedidos aos consumidores. 

Na França e na Alemanha, os maiores mercados automotivos da Europa, a ajuda governamental é tão grande que comprar um carro elétrico pode sair mais barato do que um plano de celular. De acordo com a agência de notícias Bloomberg, os subsídios nos dois países chegam perto de 10 mil euros por carro.

Veja também

Um Smart EQ, carro elétrico fabricado pela alemã Daimler AG, pode ser adquirido por meio de um leasing de 9,90 euros por mês, cerca de 60 reais, no modelo de venda direta, utilizado por empresas. Para os compradores pessoa física, comprar um carro elétrico chega a custar menos de 40 euros, o equivalente a 240 reais, por mês. 

A rede de concessionárias Autohaus Koenig, que tem cerca de 50 lojas na Alemanha, chegou a anunciar um plano de leasing para o Zoe, modelo elétrico da Renault, totalmente coberto por subsídios. Em 20 dias, foram vendidos mais de 300 carros. 

Na França, a Renault é uma das mais beneficiadas pelos subsídios. As vendas do Zoe devem dobrar este ano. O carro pode ser adquirido por menos de 500 reais por mês, sem entrada. Porém, é preciso prestar atenção no contrato, pois pode ser que existam alguns pagamentos extras a fazer ao longo do parcelamento.

Fonte: exame.com/mundo/carro-eletrico-mais-barato-que-celular-na-europa-e-possivel

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here