ANÚNCIO

“Artilheiro de Deus” foi o apelido de um atacante brasileiro que no futebol nacional se notabilizou por sua passagem pelo Grêmio de Football Porto-Alegrense, mas também fez sucesso na Espanha, atuando pelo Atletico de Madrid.

ANÚNCIO

Evangélico, Baltazar hoje é pastor e agencia jogadores. Quando era jogador, falava sobre sua fé de maneira constante e foi o primeiro a fazer parte do movimento Atletas de Cristo. Quando saía de uma partida sem marcar, costumava dizer que se o time “não fez gols, foi porque Deus não quis”.

Baltazar foi revelado pelo Atlético-GO em 1977 e em 1979 se transferiu para o Grêmio, onde fez sucesso e jogou até 1982. A imprensa esportiva da época o considerava peça fundamental na conquista do primeiro título do Campeonato Brasileiro da história do tricolor gaúcho.

Na primeira temporada pelo Grêmio, com 20 anos de idade, o “artilheiro de Deus” brilhou logo de cara, conseguiu o posto de atacante titular e anotou 29 gols em 45 jogos. No ano seguinte, marcou 42 gols e se tornou alvo do interesse de outros clubes, mas permaneceu no Estádio Olímpico.

ANÚNCIO

O ápice, no entanto, ainda estava por vir: em 1981 Baltazar foi considerado o principal jogador da campanha do Grêmio que levou ao título do Brasileirão, mesmo com números inferiores aos da temporada anterior. Na final contra o São Paulo, no Morumbi, marcou o gol na primeira partida, o que o colocou definitivamente na galera dos grandes jogadores da equipe.

ANÚNCIO

Em 1982, ficou fora da lista convocada para a Copa do Mundo na Espanha, muito por conta do primeiro semestre abaixo de sua média. Transferiu-se para o Palmeiras, onde retomou os bons números como atacante. Depois passou pelo Flamengo, onde foi campeão brasileiro de 1983, com 21 gols em 40 jogos. No ano seguinte, foi para o Botafogo.

Em 1985, transferiu-se para o Celta, da Espanha, e ajudou o pequeno clube a conquistar o acesso para a primeira divisão, o que o rendeu um contrato com o Atletico de Madrid em 1988. No segundo maior time da capital espanhola, viveu sua melhor média de toda a carreira, anotando 36 gols em 40 jogos.

De acordo com o portal Torcedores, foi o artilheiro do Campeonato Espanhol e quebrou um tabu de duas décadas, sendo apenas o segundo brasileiro a conseguir a honraria – o primeiro e único até então havia sido Waldo, pelo Valencia, em 1967. Esse desempenho rendeu uma convocação para defender a Seleção Brasileira na Copa América de 1989, quando conquistou seu único título pelo Brasil.

ANÚNCIO

Na Copa de 1990, estava acima dos 30 anos e ficou fora da lista de convocados, mas seguiu sua carreira da Europa, jogando em Portugal, pelo Porto, e na França, pelo Rennes. Em 1994 voltou ao Brasil e defendeu o Goiás, rival de seu clube formador, marcando 19 gols em 15 jogos, aos 35 anos.

ANÚNCIO

O desempenho com média superior a um gol por jogo rendeu uma proposta irrecusável do futebol japonês, onde atuou por duas temporadas pelo Kyoto Sanga, até se aposentar ao final de 1996.

 

Ver essa foto no Instagram

 

VOCÊ CONHECE “O ARTILHEIRO DE DEUS”? Baltazar foi um dos maiores artilheiros do futebol brasileiro nos anos 80 e se tornou ídolo no Grêmio e no futebol espanhol, onde defendeu Celta e Atlético de Madrid. O centroavante brilhou no primeiro título brasileiro do tricolor gaúcho e marcou este GOLAÇO na final contra o São Paulo, no Morumbi, em 1981! O atacante recebeu o apelido de “O Artilheiro de Deus” após se declaramr fervorosamente evangélico, o que ia de encontro aos principais atletas de seu período. Logo, foi o primeiro jogador a ser reconhecido como “Atleta de Cristo”. #gremio #baltazar #golaco #gol #goldogremio #gremiocampeao #artilheiro #deus #tricolor #futebol #soccer #football #brasileirao #atletadecristo #campeonatobrasileiro #morumbi

Uma publicação compartilhada por Nostalgicos Futebol Clube (@nostalgicosfc) em 17 de Jul, 2020 às 4:55 PDT

Fonte: noticias.gospelmais.com.br/atacante-evangelico-baltazar-artilheiro-de-deus-137540.html

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here