Feiras de Aparecida de Goiânia funcionam com protocolos de escalonamento desde junho
Feiras de Aparecida de Goiânia funcionam com protocolos de escalonamento desde junho
Feiras de Aparecida de Goiânia funcionam com protocolos de escalonamento desde junho | Foto: Claudivino Antunes

A Prefeitura de Goiânia divulgou nesta 6ª feira (17) uma cartilha com todos os protocolos que deverão ser seguidos pelas feiras livres e especiais da capital.

As feiras do 2ª tipo, que incluem Hippie, da Lua e do Sol, terão retorno das atividades na próxima 3ª feira (21).

De acordo com portaria da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia (Sedetec), a determinação é o escalonamento semanal das bancas.

A medida, adotada desde o início de junho em Aparecida, não foi bem aceita por todos os feirantes da cidade.

 

imagem19-07-2020-15-07-45
imagem19-07-2020-15-07-45

Reclamando do fato de só poderem trabalhar 2 vezes por mês, alguns representantes da categoria chegaram a realizar protestos e carreatas.

Escalonamento

Na capital, a exemplo de Aparecida, o revezamento deve ser feito entre bancas ímpares e pares, a iniciar pelas bancas de números ímpares.

Por exemplo: na 1ª semana de funcionamento, devem executar os seus trabalhos as bancas de número 1, 3, 5, 7 e assim sucessivamente, conforme o número total de bancas da feira.

Já na semana seguinte, devem executar os seus trabalhos as bancas de número 2, 4, 6, 8 e assim sucessivamente.

Dessa maneira, o objetivo é garantir garantir que todas as bancas funcionem quinzenalmente com o distanciamento necessário.

Além disso, é obrigatório para todas as feiras: 

  • Uso de máscara facial;
  • Manter distância mínima de 1 metro entre trabalhadores e clientes;
  • Disponibilizar álcool em gel 70% para trabalhadores e clientes;
  • Limpar frequentemente as superfícies e desinfectar com álcool 70%;
  • Desinfectar com álcool 70% os objetivos que forem compartilhados;
  • Disponibilizar lixeiras e, preferencialmente, com tampa e pedal;
  • Realizar pagamentos, de preferência, por cartão e aplicativos;
  • Em caso de troco em dinheiro, recomenda-se devolver em um saco plástico para que não haja contato direto.

Obrigatório para as bancas de alimentação:

  • Manter distância de no mínimo 2 metros entre mesas;
  • Não permitir o consumo de alimentos em pé, máximo de 4 pessoas por mesa;
  • Não disponibilizar cardápios, devendo o pedido ser feito direto no balcão;
  • Disponibilizar talheres descartáveis, além de temperos e condimentos em sachês;
  • Higienizar mesas e cadeiras com álcool 70% após o uso de cada cliente;
  • Uso de máscaras faciais na manipulação de alimentos e durante todo tempo de trabalho.

Obrigatório para as feiras livres:

  • Observar as boas práticas de operação dadas pela SEAP (Secretaria do Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento);
  • Manter distância de 2 metros entre bancas vizinhas (lateral).

Obrigatório para as feiras livres:

  • Distância mínima de 2 metros entre bancas vizinhas (lateral) e distância mínima de 3 metros nos corredores para livre circulação.

Multa

Caso o feirante descumpra essas orientações, ele poderá receber advertência, suspensão das autorizações, apreensão de mercadoria e/ou banca e até cancelamento da autorização.

A multa estabelecida pela prefeitura é de R$ 4.705,30, podendo ser alterada conforme fatores agravantes.

Em caso de descumprimento generalizado e reiterado pelos feirantes, poderá ser realizada a suspensão ou interdição de toda a feira por tempo indeterminado.

Confira a cartilha na íntegra:

VEJA MAIS SOBRE A REABERTURA NA CAPITAL 👉 Goiânia prepara retomada das aulas na rede municipal

Acompanhe tudo que acontece em Goiânia seguindo a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook

Fonte: www.folhaz.com.br/noticias/protocolos-feiras-goiania

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here