A futurologia talves seja o esporte preferido da comunidade de criptomoedas, com figuras importantes se aventurando a prever os próximos preços do mercado no curto, médio e longo prazo.

Em 3 de setembro de 2017, o Cointelegraph convidou uma série de analistas para exporem suas previsões para o preço do Bitcoin dali a três anos, em matéria entitulada: “Bitcoin em 2020”.

Para dar um contexto, em 3 de setembro de 2017 o preço do Bitcoin estava na casa dos US$ 3.000, em franca ascensão que culminaria no preço histórico de US$ 20.000, máximo já registrado pela principal criptomoeda.

Um ano antes, em 2016, o Bitcoin passou por um halving, e hoje sabemos que os analistas atribuíram a bull run do ano seguinte ao corte de recompensa e na produção dos mineradores.

Em 2020, portanto, também passamos pelo halving da maior criptomoeda, em abril deste ano, com a moeda não registrando grande ação de preço desde então, presa entre o suporte de US$ 8.000 e a resistência de US$ 10.000.

Em 2017, portanto, o fundador e analista da Standpoint Research, Ronnie Moas, previa que o Bitcoin atingiria um valor de US $ 15.000 a US $ 20.000 no final de 2020. Ele disse:

“Não estou mais preocupado com o Bitcoin atingir um nível recorde do que os investidores da Amazon ou do Google quando esses preços das ações saltaram centenas de por cento e atingiram US $ 100 e US $ 200 há muitos anos. Hoje, essas duas ações estão acima de US $ 900. A questão não é onde estamos – é para onde estamos indo? Eu não acho que estejamos em uma bolha.

Além disso, ele dizia que a capitalização total de mercado de todas as moedas virtuais subiria dos atuais US$ 150 bilhões para US$ 2 trilhões nos próximos 10 anos. A capitalização de mercado em julho de 2020 está em US$ 270 bilhões.

Os analistas projetavam que o padrão de crescimento do Bitcoin na épica, passando de US$ 690 para US$ 3.000 em 12 meses, levaria o preço do Bitcoin a US$ 20.000 “até 2020”.

Como se vê, a bull run meteórica de 2017 pegou todo o mercado de surpresa, com o BTC chegando a esse valor ja em dezembro daquele ano.

Também já em 2017, um famoso crítico do Bitcoin já aparecia para questionar o mercado cripto: Peter Schiff. De acordo com Schiff, o Bitcoin e outras moedas virtuais seriam em uma bolha e não passavam de um esquema de Ponzi impulsionado pela “pura ganância”.

Até hoje o economista busca chamar as atenções criticando a criptomoeda. Em sua última declaração, ele disse que o BTC “não tem valor real”.

LEIA MAIS

Fonte: cointelegraph.com.br/news/what-did-analysts-predict-about-the-price-of-bitcoin-for-2020-before-the-2017-bull-run

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here