Ouro
Ouro

Ouro (Getty Images/Getty Images)

O ouro deve quebrar o recorde estabelecido em 2011 nos próximos seis a nove meses, segundo relatório do Citigroup. Entre os motivos, estão o afrouxamento da política monetária e os baixos rendimentos reais, escreveram analistas do banco. A estimativa – com 30% de probabilidade – é que o metal alcance 2.000 dólares a onça nos próximos três a cinco meses.

“Os preços nominais do ouro já registraram novos recordes em todos [países do] G-10 e [nas] principais moedas emergentes neste ano”, disseram os analistas. “É apenas questão de tempo para novas” máximas em dólares americanos, disseram.

Veja também

Os especialistas acrescentam que a demanda por reserva de valor também deve valorizar a prata, que chegou a subir para o maior nível em três anos em Nova York na segunda-feira.

O Citigroup é um dos vários bancos que prevêem que o metal precioso vai testar ou superar o antigo recorde. O ouro à vista subiu 19% desde janeiro, atingindo o nível mais alto desde 2011, com os investidores buscando refúgio para seus investimentos. 

Fonte: exame.com/mercados/ouro-deve-bater-recorde-nos-proximos-seis-a-nove-meses-segundo-citi

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here