A Comissão Reguladora de Valores Mobiliários da China (CSRC) emitiu recentemente uma carta aprovando cinco mercados de ações regionais. Eles incluirão centros de ações em Pequim, Xangai, Jiangsu, Zhejiang e Shenzhen. Essas e outras regiões receberam autorização para começar a experimentar um piloto de blockchain no início de julho.

Blockchain e mercado de ações

Segundo a Administração e Supervisão Financeira Local de Pequim, o próximo passo para o CSRC é orientar o Beijing Equity Trading Center para realizar o piloto de blockchain. O centro comercial de Pequim supostamente construiu uma “infraestrutura relativamente perfeita” para registro de ações, custódia e transferência de transações. A administração observa que eles assumiram a liderança na custódia de registro de ações online e na mudança de ações de empresas na China.

Em 30 de junho de 2020, o Equity Trading Center de Pequim atendeu a mais de 1000 empresas de capital aberto não listadas na cidade. Elas confiaram o patrimônio para 9 bancos comerciais, incluindo 1 banco comercial rural, 1 banco privado, 1 banco de venda direta e 6 bancos rurais. Seu capital social total é superior a 21 bilhões de yuans, ou aproximadamente US $ 3 milhões.

O Beijing Equity Trading Center, juntamente com a Bolsa de Valores de Shenzhen e outros operadores regionais do mercado de ações, supostamente lançou uma blockchain de referência de crédito intermediário no mercado de ações regional no final de 2017.

Como o Cointelegraph noticiou anteriormente, a Internet Finance Association da China disse que o uso da tecnologia blockchain no país amadureceu nos últimos anos. Especialistas chineses também realizaram um seminário para explorar a implementação da blockchain no novo “sistema de crédito social da China”.

LEIA MAIS

Fonte: cointelegraph.com.br/news/china-considers-implementing-blockchain-tech-in-equity-trading-centers

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here