O CEO da Coinsquare, Cole Diamond, e o presidente, Virgile Rostand, renunciarão e pagarão uma multa de US$ 1,6 milhão como parte de um acordo com o regulador canadense Ontario Securities Commission (OSC).

De acordo com um anúncio da OSC após uma audiência de 21 de julho, Diamond e Rostand concordaram em renunciar de suas posições na exchange de criptomoedas e pagarão cerca de US$ 750.000 e US$ 670.000 em multas, respectivamente. A Coinsquare e a dupla executiva também arcarão com US$ 223.000 em custos para a investigação.

O regulador canadense disse que Diamond e Rostand estão efetivamente proibidos de retomar o gerenciamento da Coinsquare por pelo menos três anos como parte do acordo e são incapazes de atuar como “diretores”. O Diretor de Conformidade (COO,) Felix Mazer, já renunciou ao cargo e pagou US$ 37.000 à OSC, mas terá uma proibição semelhante em vigor por um ano.

Manipulação de mercado

O acordo entre Coinsquare, Diamond, Rostand e Mazer ocorre depois que o regulador canadense alegou, em 16 de julho, que a exchange havia se envolvido em negociação de lavagem – inflando artificialmente seu volume de transações através da execução de negociações de mercado com taxa zero em suas próprias ordens. Essa prática cria a aparência de grandes atividades de negociação sem que os ativos realmente mudem de mãos e é um problema em todo o setor.

“Apesar de vários funcionários terem levantado preocupações sobre o volume de negócios inflado, a Coinsquare não apenas manteve a prática, mas mentiu para os investidores e retaliaram contra um denunciante”, disse Jeff Kehoe, diretor da OSC. “Ser inovador em nosso mercado de capitais não é um passe livre para desconsiderar a lei de valores mobiliários de Ontário.”

Admitir irregularidades

Como parte de seu acordo com a OSC, a Coinsquare admitiu que se envolveu em manipulação de mercado relatando volumes de negociação inflacionados e fez “declarações enganosas para ocultar as operações de lavagem”.

Entre 17 de julho de 2018 e 4 de dezembro de 2019, a Coinsquare realizou cerca de 840.000 operações de lavagem com um valor agregado de 590.000 Bitcoins (BTC) – US$ 5,5 bilhões no momento da redação deste artigo. Essas operações representaram mais de 90% do volume reportado na exchange.

O problema da manipulação do mercado com esses tipos de negociações é uma questão endêmica na indústria de criptomoedas. De acordo com um estudo da Bitwise Asset Management, registrado na Comissão de Valores Mobiliários dos EUA em março de 2019, até 95% dos volumes do mercado cripto relatados ao CoinMarketCap poderiam ter sido o resultado da negociação de lavagem. O Blockchain Transparency Institute informou em setembro do ano passado que o volume falso de transações de BTC era de aproximadamente 50%.

Leia mais:

Fonte: cointelegraph.com.br/news/coinsquares-leadership-forced-out-after-wash-trading-55b

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here