Não é apenas a rede descentralizada que sustenta o ecossistema do Bitcoin que gera uma tonelada de dados diariamente para análise.

Um enorme volume de dados importantes está disponível para ser analisado e as correlações exploradas. Analistas amadores e especialistas de todo o mundo estão inovando com análises de redes, blocos, sentimento e análise fundamental.

Esse movimento de criação de novas métricas e ferramentas para os investidores usarem em sua tomada de decisão vem se desenvolvendo lentamente nos últimos e vamos falar aqui sobre as principais ferramentas. Grandes analistas e empresas vem surgindo dedicadas a essas novas métricas e análises. Entre os analistas, podemos destacar Willy Woo e Dave the Wave; entre as empresas podemos destacar Nomics, IntoTheBlock e Santiment.

As análises baseiam-se na premissa de que não se pode medir um ativo que funciona em rede sem considerar sua essência. Os criptoativos só funcionam e existem em rede. Análises gráficas tradicionais não são portanto suficientes para lidar com esse tipo de ativo. 

A tese de que a análise técnica é apenas parcialmente aplicável ao Bitcoin tem muita credibilidade e atrai entusiastas, já que não há outro ativo como ele na história, sendo as ações o ativo mais próximo para análise.

Então, faz sentido que as ferramentas para obtenção de uma compreensão de alta resolução de como o Bitcoin está se comportando a cada momento sejam marcadamente diferentes das ferramentas construídas para estudar os ativos tradicionais. 

Tipos de análise de rede

NVT Ratio:

Desenvolvida por Willy Woo em fevereiro de 2017, o Valor da Rede para Transações (NVT – network value to transactions) é simplesmente a razão da capitalização de mercado dividido pelo volume transmitido na rede. Analogamente ao PE Ratio(price to earning) usado nos mercados de ações, quando o NVT do Bitcoin está alto, ele indica que o preço está desproporcionalmente supervalorizando o ativo quando comparado ao valor transmitido onchain. 

A relação NVT é um indicador de atraso, e tende a superar e baixar após as oscilações do preço. Mais interessante notar no gráfico de Woo é a média de 200 horas semanais atuando como suporte em todos os fundos desde que o Bitcoin começou a operar.

NVT Signal:

Dmitry Kalichkin é um pesquisador do Cryptolabcap e criou sua técnica a partir da divisão do valor da rede pela média móvel de 90 dias para derivar o NVT Signal. Isso dá um indicador muito mais forte, estocástico, que marca os preços mais altos de forma mais eficaz e é uma ferramenta essencial para os investidores e analistas de Bitcoin. Dmitry avançou com o conceito empreendido por Woo.

Bitcoin Days Destroyed(BDD)

O BDD é uma ótima métrica para os investidores que usam uma estratégia de cálculo do custo do dólar (DCA), comprando a mesma quantia nos mesmos períodos. Ele permite que você veja quando está ocorrendo forte acúmulo/distribuição.

BDD são definidos como a quantidade de Bitcoins multiplicada pelo número de dias desde que essas moedas foram movidas. Atribuindo um valor mais alto a uma moeda que ficou inativa por mais tempo, o BDD refletem com mais precisão os participantes do mercado que estão no ecossistema há mais tempo. Uma vez que um Bitcoin ficou inativo por um período de tempo, mover esse Bitcoin “destrói” o número de dias que ele acumulou.

MVOCD

Métrica criada por Hans Houge, da Ikigai, usa um tipo de avaliação baseado em dólar (USD) com base no preço diário e avaliada com uma média de 30 dias.

Quando o MVOCD excede o preço, significa que mais Bitcoin Days estão sendo destruídos do que criados, o que significa que muito do Bitcoin está saindo das carteiras e fluindo para as exchanges, sendo movidos pela rede.

Conclusão

Vários fatores entram na equação para análise de redes que buscam um padrão de predição para os criptoativos em geral. Vários recursos externos, como o preço do Bitcoin, notícias, atividade em outras criptomoedas e vários outros fatores também têm um grande papel a desempenhar no número de transações, e estas podem ser maiores influências que as próprias propriedades da rede.

Portanto, não é somente a análise dos recursos topológicos, não topológicos, e recursos não supervisionados que nos dariam melhor poder preditivo. Dada a rede Bitcoin, onde a maioria das transações são transações comerciais e essas transações estão diretamente correlacionadas com quantas pessoas negociaram Bitcoin em um determinado período. Assim, analisar a rede do Bitcoin e as redes próximas, pode servir de instrumento valioso para os traders mais experientes.

LEIA MAIS

Fonte: cointelegraph.com.br/news/network-based-technical-analysis-methods-for-crypto

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here