O preço do Bitcoin acumulou 63% de valorização nos últimos seis meses. No entanto, segundo o Exame, enquanto a criptomoeda cresceu no mercado, no mesmo período o Ibovespa teve um recuo de 9,8%.

O desempenho antagônico entre o Bitcoin e o Ibovespa revela que a criptomoeda rendeu lucro significativo aos investidores. Por outro lado, a bolsa brasileira amarga quase 10% de desvalorização no acumulado de 2020.

Dessa forma, o Bitcoin desvela-se no mercado como o investimento com o melhor retorno no ano até então, segundo o Cointelegraph. Além do Ibovespa, a criptomoeda desbancou o ouro e até o dólar norte-americano.

Bitcoin sobe 63%

O preço do Bitcoin acumulou em 2020 cerca de 63% de valorização e mantém uma cotação acima de US$ 9.000 nas últimas semanas. Mesmo com o halving em maio, a criptomoeda continua mantendo um preço que pode romper US$ 10.000 novamente.

Enquanto o preço do Bitcoin aumentou consideravelmente no primeiro semestre do ano, o índice Ibovespa mantém uma desvalorização acumulada de 9,8% no mesmo período. Até o final de junho de 2020, a bolsa de valores brasileira foi considerada o pior investimento do ano.

Mesmo com a grande volatilidade de preço do Bitcoin até maio, a criptomoeda possui uma valorização acumulada nos últimos seis meses. Segundo entrevista do diretor do Mercado Bitcoin ao Exame, Fabrício Tota, o preço do Bitcoin está vivenciado uma baixa oscilação no mercado atualmente.

Considerado o melhor investimento de 2020, na noite desta quinta-feira (23) o preço do Bitcoin está sendo cotado por volta de US$ 9.600 no mercado. Este valor representa um aumento de 1,86% no dia para a criptomoeda.

No primeiro semestre de 2020, o Bitcoin foi considerado o investimento com maior retorno do mercado. Portanto, até o final de junho a criptomoeda representava cerca de 73% de valorização.

Em segundo lugar  no ranking dos melhores investimentos do ano está o dólar PTAX com menos de 36% de valorização acumulada. O ouro aparece somente em quarto lugar na lista, com cerca de 17% de aumento de preço nos seis primeiros meses de 2020.

“Estamos observando a baixa volatilidade do Bitcoin.”

Tota considera a pouca variação de preço como um “fenômeno novo” referente ao desempenho do Bitcoin no mercado. Com pouca volatilidade na cotação, o preço do Bitcoin pode ainda enfrentar grandes variações até o final de 2020.

imagem23-07-2020-22-07-08
imagem23-07-2020-22-07-08
Preço do Bitcoin em 2020 (Reprodução/CoinMarketCap)

Homens são maioria entre investidores de criptomoeda

O crescimento do interesse de investidores pelo mercado de criptomoedas pode ser o responsável pelo acúmulo de 63% de valorização do preço do Bitcoin. A maioria dos investidores desse mercado são jovens entre a faixa de 25 e 34 anos, de acordo com pesquisa da Bluebenx.

Segundo a fintech, o mercado de criptomoedas atrai majoritariamente investidores do sexo masculino. A empresa concluiu a pesquisa que ainda diz que 87,7% dos investidores de Bitcoin são homens.

Além disso, empresas também apostam em criptomoedas e investimentos corporativos estão sendo voltados para o Bitcoin, conforme diz o diretor do Mercado Bitcoin.

Investimentos hedge podem “trazer novos investidores para o mercado”, segundo Tota. Sendo assim, a adoção do Bitcoin pode aumentar, o que resultará na valorização do preço da criptomoeda.

Leia Mais:

Fonte: cointelegraph.com.br/news/bitcoin-price-rises-63-in-2020-while-ibovespa-accumulates-98-loss

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here