gupy recebe investimento de 40 milhoes
gupy recebe investimento de 40 milhoes

Mariana Dias, presidente e fundadora da Gupy: a ideia para a startup surgiu quando Dias era trainee da gigante de bebidas Ambev (Germano Lüders/Exame)

A Gupy não para mesmo na crise. A startup brasileira de recrutamento e seleção anunciou em evento na última segunda-feira, 3, que está ampliando sua área de atuação dentro do departamento de recursos humanos. Com um novo produto, ela irá permitir que o processo de entrada dos funcionários nas empresas clientes seja feito de forma totalmente online.

Mariana Dias, presidente e cofundadora da empresa, diz que os próprios clientes pediam por uma ferramenta para automatizar o processo de admissão, que ainda hoje envolve muita troca de papéis. Em um momento em que muitas empresas adotaram o regime de home office, exigir que os candidatos trouxessem documentos presencialmente parecia ilógico.

Como a startup já estava presente no processo de recrutamento e seleção de candidatos, os sócios decidiram dar um passo adiante e cuidar de todo a entrada do novo funcionário na empresa. “O recrutamento e seleção é automaticamente ligado à plataforma de admissão, o que torna o procedimento fácil e automatizado para a empresa e também para os candidatos”, afirma Dias.

Com o Gupy Admissão, o novo empregado consegue fotografar e enviar todos os seus documentos direto de casa. Pela plataforma, a empresa acompanha o processo e já valida a documentação, que é enviada automaticamente para o governo. A assinatura do contrato também é feita de forma remota, por meio de uma integração com o ClickSign.

Veja também

Aos mais de 700 clientes, a startup vai dar o novo produto de graça até o dia 31 de outubro. As vendas para novos clientes começam a partir de setembro. O objetivo da empresa é que a ferramenta de admissão seja mais acessível que a de recrutamento, mas o preço só será definido depois. “Este ano, queremos aprender muito sobre como os dois produtos trabalham juntos”, diz Dias.

Com o lançamento, a Gupy espera pelo menos triplicar sua receita em 2020. Só no primeiro semestre, a empresa aumentou sua base de clientes em 150% e o número de contratações pela plataforma quintuplicou. Para alavancar seu crescimento, em abril, a startup recebeu um investimento de 40 milhões de reais da gestora de fundos Oria Capital.

Do trainee ao empreendedorismo

A Gupy foi criada em 2015 pelos empreendedores Bruna Guimarães, Guilherme Dias, Mariana Dias e Robson Ventura. A ideia para um negócio voltado para RH surgiu da experiência de Mariana como funcionária da gigante de bebidas Ambev. Como trainee da turma de 2011, ela percebeu que embora houvesse um grande volume de candidatos para as vagas anunciadas, a saída de funcionários também era grande. Por isso, ela e seus colegas começaram a pensar que talvez não estivessem recrutando as pessoas certas.

Dias acabou tendo uma ideia de negócio: um algoritmo preditivo que indica qual candidato tem potencial de crescer dentro da empresa, com base nas características dos funcionários atuais com desempenho acima da média. Para começar o empreendimento, ela chamou a colega de Ambev Bruna Guimarães e o irmão Guilherme Dias. Em busca de alguém para desenvolver a tecnologia, encontrou Robson Ventura, que se uniu ao time de sócios. 

Ao todo, 40.000 reais foram investidos para criar a Gupy. No ano seguinte, a startup foi acelerada pela Wayra, programa de inovação aberta e empreendedorismo da Telefônica/Vivo. Em 2017, a empresa recebeu um investimento de 1,5 milhão de reais dos fundos de investimento Canary (Loft, Volanty) e Yellow Ventures (Neon, Buser). Dois anos depois, em janeiro de 2019, o negócio recebeu um aporte de 11,5 milhões de reais dos fundos Valor Capital (Pipefy, Cargo X) e Maya Capital (Kovi, NotCo). 

Fonte: exame.com/pme/da-selecao-a-admissao-online-startup-gupy-expande-seu-produto-para-o-rh

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here