Uber Eats
Uber Eats

Caixa de pizza aberta e embalagem com o logo do Uber Eats (Uber Eats/Divulgação)

A partir de agora, o aplicativo Uber Eats adicionará uma nova ferramenta para deixar as entregas pelo aplicativo ainda mais seguras para evitar golpes em meio à pandemia do novo coronavírus. Com a mudança, o entregador precisará digitar um código PIN, informado pelo cliente, para poder finalizar o pedido corretamente.

A nova prática será estabelecida para tentar impedir o “golpe dos 10 minutos”, no qual o entregador finge que não encontrou o cliente ou o endereço informado, e cancela o pedido, permanecendo com a comida e com o dinheiro.

Veja também

Para finalizar o pedido corretamente, o entregador terá de inserir a senha de quatro dígitos. A senha corresponderá aos últimos quatro números do telefone celular do usuário — e o entregador só terá acesso ao PIN chegando no local de entrega.

O mesmo já acontece em concorrentes do app de delivery, como é o caso da Rappi, que também adotou uma ferramenta semelhante. Em pedidos de supermercados, por exemplo, o cliente precisa enviar um PIN ao motoboy no momento da entrega.

No entanto, nem todos os pedidos da Uber pedirão obrigatoriamente a senha, o que pode indicar que o uso da nova ferramenta ficará a critério dos próprios restaurantes.

Embora seja novidade no Brasil, o sistema de confirmação por PIN, já é comum em outros países como os Estados Unidos e o Canadá.

Na América do Norte, os clientes também já conseguem utilizar a senha para confirmar pedidos de transporte pelo Uber, como uma medida extra de segurança às corridas, ferramenta que ainda não chegou aos demais países.

Fonte: exame.com/tecnologia/acabou-a-cilada-uber-eats-adiciona-ferramenta-para-evitar-golpes

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here