Manifestação tripulantes da Latam
Manifestação tripulantes da Latam

Manifestação tripulantes da Latam em Garulhos, contra demissões (./Divulgação)

Um grupo de pilotos e comissários da Latam se reuniu hoje no aeroporto Internacional de Guarulhos em manifestação contra a aérea que recentemente anunciou a demissão de ao menos 2.700 tripulantes. Diferentemente das companhias Azul e Gol, que fizeram um acordo coletivo de redução salarial e de jornada até 31 de dezembro de 2021, a Latam não aceitou a proposta de acordo para redução salarial temporária, mas apenas se fosse permanente.

Segundo o Sindicato Nacional dos Aeronautas, a  posição da Latam é ilegal à luz da legislação trabalhista, já que o período máximo para um acordo de redução vale por dois anos, com a devida redução de jornada e a manutenção dos empregos, a exemplo também da MP 936. “O que a companhia está fazendo é ilegal, e de certa maneira uma chantagem, já que se aproveitam da crise e da situação para colocar a faca no pescoço dos seus funcionários que querem manter seus empregos”, disse o comandante Ondino Dutra, presidente do sindicato, à Exame.

Ainda segundo Dutra, não teve na história do país funcionários lutando para que o salário fosse reduzido em troca da garantia do emprego.

Segundo comissários que estavam no local, a reivindicação é pela possibilidade de abertura de um programa de licença não remunerada voluntária, a manutenção dos postos de trabalho e uma proposta de acordo temporário. A manifestação iniciou às 12h desta quinta, em frente ao check in da Latam no Terminal 2 de Guarulhos. Ainda segundo os funcionários, este é um movimento sem uma liderança única que surgiu nos grupos de tripulantes indignados com a situação dos aeronautas da Latam.

Procurada por Exame, a Latam reforçou que “o protesto de hoje não tem representatividade – foram apenas 36 pessoas – e que a LATAM sempre esteve aberta ao diálogo e buscou minimizar os impactos causados pela covid-19 no setor aéreo, procurando preservar os empregos. A empresa foi a única companhia aérea a fechar acordo com 10 dos 11 sindicatos”. 

O sindicato da categoria estima que estavam presentes na manifestação em torno de 50 tripulantes. 

Veja também

Entenda

No dia 31 de julho, a Latam anunciou o desligamento de no mínimo, 2.700 tripulantes da companhia aérea no Brasil. A empresa justifica as demissões devido à crise causada pela pandemia do novo coronavírus no setor aéreo.

Protesto em Guarulhos dos funcionários da Latam
Protesto em Guarulhos dos funcionários da Latam

 

Fonte: exame.com/negocios/comissarios-da-latam-fazem-manifestacao-em-gru-contra-demissoes

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here