Um novo vídeo leva os telespectadores pela jornada da empresa alemã de tecnologia financeira Wirecard. Uma das principais empresas do mundo com com ações que caíram mais de 98% antes de pedir insolvência.

Em um vídeo de 6 de agosto postado no YouTube pelo ColdFusion, o apresentador australiano Dagogo Altraide reconta a história de como o escândalo da Wirecard começou quando os auditores não conseguiram localizar mais de US$ 2 bilhões que deveriam estar nas contas da FinTech nas Filipinas. O conselho da Wirecard admitiu posteriormente que os fundos provavelmente não existiam.

“Esta foi uma história de mentiras, manipulação de contabilidade, ataques de hackers a jornalistas, um ex-CEO preso e um executivo desaparecido”, narrou Altraide, referindo-se à empresa como “a Enron da Europa”.

Wirecard caiu em desgraça

Muitos dos principais cartões de débito baseados em criptomoedas estavam sob a administração da Wirecard quando as notícias dos US$ 2,1 bilhões desaparecidos foram divulgadas em 18 de junho. O ex-CEO, Markus Braun, foi preso na Alemanha em 23 de junho por deturpar os saldos da empresa, e o processador de pagamento acabou pedindo a insolvência dois dias depois.

A Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido suspendeu inicialmente a licença de uma subsidiária da Wirecard no país, mas isso foi voltou atrás apenas três dias depois, permitindo que os clientes usassem seus cartões de débito cripto.

Caso ainda em andamento

Apesar da prisão de Braun, nem todas as pontas soltas no escândalo da Wirecard foram resolvidas.

O diretor de operações, Jan Marsalek, está supostamente escondido na Rússia, financiando seu status de fugitivo com Bitcoin (BTC) que ele conseguiu transferir de Dubai.

Além disso, um executivo da Mastercard no banco FBME em Chipre foi recentemente implicado no encobrimento de lavagem de dinheiro relacionada à Wirecard.

Leia mais:

Fonte: cointelegraph.com.br/news/the-enron-of-europe-what-we-know-so-far-about-the-wirecard-scandal

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here