A Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap) decidiu prorrogar por mais dois meses a suspensão do pagamento das parcelas mensais dos contratos de financiamento de imóveis vendidos para entidades de interesse social do Distrito Federal, ou seja, entidades religiosas, de assistência social e associações ou entidades sem fins lucrativos.

Assim, igrejas, orfanatos e asilos que compraram lotes em licitações ou regularizaram suas ocupações por meio da venda direta podem quitar em um segundo momento as parcelas que vencem em agosto e setembro. As prestações suspensas serão transferidas para o final do financiamento e poderão ser pagas sem qualquer multa ou juros.

A medida, no entanto, só vale para quem aderiu à suspensão dos pagamentos em abril, quando a Terracap decidiu autorizar o adiamento por até quatro meses do pagamento das prestações. Ou seja, podem ser beneficiadas as 78 entidades que já deixaram de pagar as mensalidades de abril, maio, junho e julho.

O número corresponde a 51% das entidades de interesse social com contratos vigentes com a Terracap. “É uma maneira que a Terracap encontrou de colaborar nesse esforço mundial de governos e povos para amenizar os efeitos da pandemia, em especial para essas entidades que têm um interesse social atrelado ao seu funcionamento”, afirma Leonardo Mundim, diretor de Regularização Social e Desenvolvimento Econômico da Terracap. “Considerando que o processo de abertura e volta à normalidade das atividades dessas entidades ainda não se finalizou, optamos por essa prorrogação das que já tinham aderido lá atrás”, ressalta.

Leia também

Igrejas no DF continuam fechadas para celebrações

Terracap regulariza clubes, entidades sociais e igrejas

A prorrogação não é automática. Clientes interessados em aderir devem manifestar interesse por meio de um formulário disponível no site da Terracap. A manifestação de interesse pode ser feita a qualquer momento antes da data de vencimento da parcela. Se a entidade fizer o pagamento da prestação, o valor não será reembolsado. “Se ela quiser suspender somente o pagamento de setembro, ela paga a de agosto e faz a solicitação em setembro”, explica Mundim.

Várias entidades religiosas pediram a prorrogação da suspensão dos pagamentos ao GDF, por meio da Unidade de Assuntos Religiosos. O chefe da Unidade, Kildare Araújo, explica que cerca de 80% das igrejas do DF permanecem fechadas. “Só podem funcionar as igrejas com mais de 200 lugares, ou seja, os grandes templos. A maioria das igrejas, especialmente das cidades satélites, é pequena e está funcionando com cultos on-line ou por drive-thru”, diz. Ele ressalta que, mesmo as reabertas, enfrentam dificuldades financeiras. “Elas podem receber apenas 20% dos fiéis. A arrecadação caiu e ainda não se recuperou”, completa.

Fonte: www.agenciabrasilia.df.gov.br/2020/08/07/terracap-prorroga-suspensao-de-pagamento

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here