Os cachorrinhos Cookie, 8 meses, e Mona, 4 meses, agora têm uma área exclusiva para correr, pular e brincar no Sudoeste. Em parceria com moradores e a iniciativa privada, a administração regional da cidade criou, dentro do Parque Urbano do Bosque, o BosquePet – espaço cercado de 400 metros quadrados para os animais de estimação. Das 6h às 21h, os donos podem passear livremente com eles – e isso traz, antes de tudo, mais segurança aos frequentadores e diminuindo as chances de incidentes.   

imagem09-08-2020-20-08-27
imagem09-08-2020-20-08-27
BosquePet tem espaço cercado de 400 metros quadrados e fica aberto das 6h às 21h para os bichinhos | Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Paulo Cardoso, 61 anos, é o dono de Mona, uma Lhasa Apso. Ele conta que adotou a cadela recentemente e um ambiente reservado para ela será uma ótima de socialização. “Ela vai aprender a conviver com outros cachorros e não vamos correr risco dela fugir, mesmo deixando-a solta”, comenta o advogado.

O aposentado Luciano Aquino, 70 anos, que tem o yorkshire Cookie, também aprovou o Bosquepet. “Antes eu passeava pelo meio do parque, mas há pedestres, ciclistas e até mesmo aqueles que não gostam de estar no mesmo ambiente que os cachorros”, lembra. “Agora, é bom tanto para nós quanto para os outros frequentadores do parque”, comemora.

DemandaO BosquePet foi inaugurado na segunda-feira (3). O administrador Daniel Crepaldi lembra que a área era uma reivindicação antiga dos moradores e contou com a ajuda deles para que o projeto saísse do papel. “Fizemos uma pesquisa com a comunidade para saber quais as principais demandas relacionadas ao parque. Entre elas, surgiu esse proposta”, relembra.

Ainda de acordo com Crepaldi, o espaço ainda está em fase de implementação. “O próximo passo é instalar uma placa com informações sobre uma boa convivência e um bebedouro para os cachorros”, adianta. Nas áreas comuns, os pets poderão andar, mas com coleira. É uma forma de evitar fugas ou ataques a frequentadores.

imagem09-08-2020-20-08-30
imagem09-08-2020-20-08-30
No Parque da Cidade, Parcão também tem ambiente cercado e atrai frequentadores e seus animais de todos os cantos | Foto: Lúcio Bernardo Jr. / Agência Brasília

CuidadosA diretora do Hospital Veterinário Público (HVP), localizado em Taguatinga, Mayara Cauper, ressalta a importância de oferecer um lugar exclusivo para os animais. “Essa recreação é muito boa tanto fisicamente quanto mentalmente”, informa. “Observamos um aumento de cachorros no ambiente familiar, por isso é muito democrático ter esses locais exclusivos para eles”, salienta.

A veterinária reforça que os donos precisam ter atenção redobrada com os bichinhos, devido à pandemia do novo coronavírus. “Além de ir frequentemente ao veterinário e estar em dia com a vacinação e vermifugação, eles devem ficar atentos ao chegar em casa. É preciso fazer a higienização das patas ou qualquer parte do corpo que tenha entrado em contato com pessoas ou superfícies”, diz.

ParcãoOutro espaço reservado ao animais de estimação da capital é o Parcão. Localizado no Parque da Cidade e próximo ao Complexo da Polícia Civil, o ambiente cercado atrai donos de todos os cantos de Brasília.

O horário de funcionamento é o mesmo do parque, das 06h às 21h. Os cachorros também contam com brinquedos para se divertirem.

Galeria de Fotos

Parque do Sudoeste ganha área exclusiva para pets
Parque do Sudoeste ganha área exclusiva para pets

Fonte: www.agenciabrasilia.df.gov.br/2020/08/09/parque-do-sudoeste-ganha-area-exclusiva-para-pets

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here