Patrimônio Líquido
Patrimônio Líquido

 (Unsplash/Unsplash)

Existe um conceito de contabilidade que pode te ajudar muito em sua vida financeira: o Patrimônio Líquido (PL)

A análise do PL é utilizada em balanços de empresas, mas também é totalmente aplicável nas suas finanças pessoais e aplicações em fundos de investimentos.

Por exemplo, você sabe qual é o seu patrimônio líquido, como ele está evoluindo e qual distância você está do seu objetivo?

Para te ajudar a responder estas e outras perguntas, neste texto você vai aprender o que é patrimônio líquido e como aplicar esse conceito em sua vida pessoal. É mais simples do que você imagina.

O que é patrimônio líquido?

Patrimônio líquido é um dos conceitos utilizados para o balanço patrimonial de uma empresa. Faz referência às contas que apontam o valor contábil de uma entidade. Para isso, leva em consideração o capital social, lucros acumulados, fluxo de caixa, entre outros.

Em outras palavras, o patrimônio líquido é o resultado da diferença entre os valores do ativo e do passivo de uma entidade. Para ficar mais fácil, vamos ver um exemplo.

Suponhamos que você tenha um ativo (bens e direitos) de R$ 200.000,00 e um passivo (obrigações) de R$ 100.000,00. Nesse caso, o seu patrimônio líquido é de R$ 100.000,00.

Para ficar ainda mais claro, vamos compreender melhor um grupo de contas que constitui o patrimônio líquido, o valor contábil pertencente aos acionistas ou quotistas.

Capital social

O capital social é o valor da contrapartida do titular, sócios ou acionistas de um empreendimento, para início e manutenção da empresa. Esse valor considera o montante necessário para o período até o negócio apresentar lucros.

Os valores exigidos de capital social podem variar de acordo com a natureza jurídica da empresa.

Por exemplo, quem possui uma Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli), precisa de um capital social de 100 vezes o salário mínimo vigente.

Nas modalidades que não exigem a integralização imediata do capital social, ele é considerado subscrito, ou seja, uma promessa feita pelos empresários no momento da abertura.

A integralização é que torna o capital social parte do patrimônio líquido da empresa, seja através de bens móveis e imóveis e recursos financeiros.

Reservas de capital

Parte do PL é constituído pelas reservas de capital. Elas são constituídas pelos valores recebidos pela empresa e que não se referem ao resultado, por não estarem atreladas à produção ou entrega de serviços ou bens do negócio.

Ajustes de Avaliação Patrimonial

Este conceito, nada mais é do que a avaliação de bens de acordo com o cálculo do seu valor justo.

O ajuste de avaliação patrimonial é o montante pelo qual um ativo pode ser trocado em negociação entre duas partes independentes. Também serve para ajuste de liquidação de passivo.

Reservas de Lucros

As reservas de lucros são construídas a partir dos lucros da empresa com o objetivo de atender diferentes finalidades. São constituídas devido à legislação ou proposta de órgãos da administração do negócio.

Ações em Tesouraria

Quando uma empresa emite ações e depois recompra esses papéis, essas são as ações em tesouraria. Normalmente, a empresa decide readquirir os papéis para realizar programas de incentivo a funcionários ou para proventos de acionistas.

Lucros ou Prejuízos Acumulados

A soma dos resultados positivos e negativos nas Demonstrações de Resultados do Exercícios de uma empresa desde a sua constituição são os lucros e prejuízos acumulados. Eles ficam à espera de absorção futura.

Como calcular patrimônio líquido?

O cálculo do patrimônio líquido é feito a partir dos lançamentos contábeis da operação da empresa. Ele pode variar de acordo com as mudanças que ocorrem na instituição. Por exemplo, quando há apuração de lucros, o patrimônio líquido sofre alterações.

Para calcular o patrimônio de uma empresa, você deve levar em conta o ativo total e o passivo exigível.

Patrimônio líquido = Ativo – Passivo

No próximo tópico você vai entender melhor a diferença entre ativos e passivos e a influência de cada um deles no cálculo do patrimônio líquido.

Diferença entre ativo e passivo

Os ativos são todos os bens, direitos e valores que uma entidade (empresa, por exemplo) possui ou tem a receber, como o prédio da sede da empresa, uma máquina nova e etc.

Exemplos de ativos:

  • Duplicatas (a receber das vendas)
  • Imóveis
  • Veículos
  • Máquinas
  • Patentes de produtos

Já o passivo de uma empresa engloba todas as obrigações financeiras que o negócio tem com terceiros. Todas as dívidas, por exemplo, são consideradas passivos.

Veja alguns exemplos de passivos

  • Salários dos funcionários
  • Impostos
  • Duplicatas a pagar
  • Aluguéis a pagar.

Vamos ver um exemplo e que você poderia aplicar a equação do balanço: Patrimônio líquido = Ativo – Passivo.

Imagine que você comprou um imóvel para instalar uma fábrica. Ao total, foram investidos R$ 100.000,00, mais R$ 200.000,00 financiados. Nesse caso, você possui um patrimônio de R$ 300.000,00, mas ainda precisa pagar 2/3 desse valor, referente ao financiamento.

Ao aplicar a equação de balanço, você verá que seu resultado líquido é de R$ 100.000,00.

Patrimônio líquido pessoal

Agora que você viu como calcular o patrimônio líquido de uma empresa. É importante que você aprenda como utilizar esse conceito em sua vida pessoal.

Uma grande vantagem de calcular e acompanhar o crescimento do seu patrimônio líquido é entender como está a sua evolução financeira pessoal ou mesmo da sua família. Assim, você poderá entender o seu nível de riqueza e quão distante se encontra de atingir seus objetivos e suas metas financeiras.

Por exemplo, se você busca alcançar certo valor em patrimônio, você não pode olhar apenas para o saldo da sua conta bancária. Quem quer ser milionário e tem exatamente R$ 1.000.000,00 no banco, talvez ainda não tenha chegado lá de verdade.

Se você tem R$ 1.000.000,00 em conta enquanto paga o financiamento de R$ 300.000,00 de uma casa e de R$ 80.000,00 de um carro. Nesse caso, o sonho de ser milionário está a caminho, mas ainda não se concretizou.

O que vai determinar o quanto você realmente tem é esse cálculo do patrimônio líquido, que leva em conta todos os seus passivos, além dos ativos.

Vamos pensar como aplicar o cálculo na realidade de uma família, que vamos chamar de família Souza. O que pode ser considerado ativo e passivo? Qual será o patrimônio líquido dos Souza?

Ativos da família Souza

  • Casa (avaliação do mercado): R$ 500.000,00
  • Automóvel 1 (avaliação de mercado): R$ 40.000,00
  • Automóvel 2 (avaliação de mercado): R$ 80.000,00
  • Saldo em CDB: R$ 100.000,00
  • Saldo em poupança: R$ 20.000,00
  • Saldo em conta corrente: R$ 10.000,00.

Total de ativos: R$ 750.000,00.

Passivos da família Souza

  • Saldo devedor do financiamento da casa: R$ 50.000,00
  • Saldo devedor do financiamento do automóvel 2: R$ 30.000,00
  • Saldo devedor dos cartões de crédito: R$ 10.000,00.

Total de passivos: R$ 90.000,00.

Levando em consideração a equação:

Patrimônio líquido = Ativos – Passivos.

Neste caso, o cálculo de patrimônio líquido seria:

Patrimônio líquido = 750.000 – 90.000 = 660.000

A situação atual de sua riqueza da família Souza seria de R$ 660.000,00.

Patrimônio líquido de um fundo de investimento

Fundos de investimento são uma reunião de cotistas investindo seu capital. Sendo assim, o patrimônio líquido de um fundo de investimentos é a soma de todos os recursos aplicados no por seus vários investidores, descontando todas as obrigações, que incluem as relativas à sua administração (como a taxa de administração).

Na prática, a soma dos valores aplicados no fundo constitui o seu patrimônio. O dinheiro aplicado é convertido em cotas, que são frações desse valor total. Assim, cada investidor recebe um número de cotas de acordo com o aporte de recursos.

Patrimônio líquido no Imposto de Renda

A Receita Federal disponibiliza um programa que pode te ajudar a organizar seu patrimônio líquido pessoal.

O programa possui um quadro denominado Bens e Direitos, onde os bens móveis, imóveis, direitos e obrigações, no Brasil e no exterior, são relacionados. Isso pode ser muito útil na hora de fazer sua declaração de Imposto de Renda.

Mas atente-se a esta dica: não confunda a sua análise de patrimônio líquido com a declaração de IR. Elas são distintas.

Por exemplo, a valorização de imóveis não deve ser corrigida na declaração que será enviada ao Fisco. Já no seu balanço próprio, é importante levar em conta qual é o valor de mercado desses bens.

Conclusão

Você viu que o conceito de patrimônio líquido é aplicável tanto no balanço das empresas quanto em sua vida pessoal. Agora poderá utilizar este cálculo ao seu favor e entender a evolução do seu quadro financeiro.

O cálculo do patrimônio líquido é simples, você só precisa tomar cuidado na hora de diferenciar os ativos e passivos e colocar cada um em seu lugar.

Que seu patrimônio líquido possa crescer cada vez mais!

Fonte: exame.com/research/patrimonio-liquido-o-que-e-para-que-serve-como-calcular

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here