50216662272 aacc5b3eec o scaled
50216662272 aacc5b3eec o scaled

Compartilhe

Compartilhe

Compartilhe

Compartilhe

Compartilhe

— Continua depois da publicidade —

O Cruzeiro venceu, nesta terça-feira (11), o Guarani por 3 a 2 fora de casa. Com gols de Régis, Marcelo Moreno e Léo, a Raposa manteve os 100% de aproveitamento e, por enquanto, saltou para fora da zona do rebaixamento, por conta de critérios de desempate: gols feitos. O Cruzeiro, com este resultado, zerou sua pontuação na segunda divisão do campeonato nacional. Isso, porque o clube sofreu uma punição da Fifa pelo não pagamento da multa pela contratação do meia Denílson.

A Raposa apresentou dois tempos distintos nesta partida. O primeiro, foi muito positivo. Mesmo jogando fora de casa, conseguiu ser o responsável pelas principais ações ofensivas e foi recompensado, ao sair para o intervalo vencendo por 2 a 1. Na segunda etapa, o futebol apresentado foi bem diferente. Com uma postura mais reativa, o Cruzeiro montou duas linhas com quatro jogadores a frente de sua área, tentando neutralizar as investidas do Bugre e buscar um contra-ataque em velocidade, o que não foi efetivo. A equipe sofreu bastante com as subidas do Guarani, fazendo Fábio ser bastante exigido, até que chegou a sofrer o gol de empate.

Repetindo a mesma dose da primeira partida contra o Botafogo-SP, a Raposa mostrou rápido poder de reação. Voltando a estar na frente do placar poucos minutos depois, desta vez com o zagueiro Léo, que aproveitou a falha do goleiro Jeferson. No final da partida, soube se portar bem para neutralizar as ações adversárias e controlar a posse de bola.

Alguns jogadores foram determinantes para a vitória celeste.

MANDARAM BEM:

Marcelo Moreno – 7,5

O grande nome do primeiro tempo, Marcelo Moreno, foi muito participativo nos primeiros 45 minutos de jogo. Apesar de ser o atacante de referência da equipe, saiu de posição diversas vezes para ajudar a equipe na construção de jogadas. Foi justamente desta maneira que saiu o primeiro gol do Cruzeiro, após belo passe de Jadsom, o atacante encontrou Régis na pequena área para empatar o jogo. 25 minutos depois, converteu sua cobrança de pênalti virando o marcador.

Na segunda etapa, até mesmo pela postura da equipe, não foi muito participativo em jogadas ofensivas. Apesar de não aparecer muito no jogo, ajudou a pressionar os zagueiros, dificultando a saída de bola do Bugre.

No meio do segundo tempo, foi substituído por Thiago.

Fábio – 7,5

Referência técnica e profissional da equipe, Fábio foi muito presente durante o jogo. Apesar dos dois gols, demonstrou muita segurança durante toda a partida. Foi bastante exigido, principalmente na segunda etapa, quando efetuou boas defesas que se tornaram primordiais na conquista dos três pontos.

NÃO AGRADOU:

Giovanni – 5

O lateral esquerdo sofreu bastante com as investidas do Guarani, especialmente no segundo tempo. As subidas do lateral Pablo, com o apoio de Lucas Crispim trouxeram dores de cabeça para Giovanni, que teve dificuldades em conter os ataques.

Além disso, foi pouco efetivo quando subia ao ataque.

Foi substituído pelo, também, lateral-esquerdo João Lucas, no segundo tempo.  

DESTAQUE DO BUGRE:

Giovanny – 6,5

Apesar de ter entrado no decorrer da partida, o garoto Giovanny foi um dos principais jogadores do Guarani no jogo. O atacante usou a velocidade aliada com dribles curtos para criar oportunidades de perigo contra a meta celeste. Atuando pelo lado esquerdo de ataque, foi importante para conter, também, as subidas do lateral-direito da Raposa (Cáceres) no segundo tempo.

Cruzeiro Fábio – 7,5Cáceres – 5,5Léo – 7Cacá – 6Giovanni – 5(João Lucas) – 5,5Jean – 6Ariel Cabral – 6,5Jadsom – 6(Wellinton) – 6Régis – 6,5(Claudinho) – 6Maurício – 6(Riquelmo) – s/nMarcelo Moreno – 7,5(Thiago) – s/n

Compartilhe essa reportagem:

Source link

Fonte: fogocruzadodf.com.br/esporte/2020/08/12/atuacoes-enm-marcelo-moreno-desencanta-e-laterais-vao-mal-confira-as-avaliacoes

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here