Sala de Aula da Universidade São Judas   escola   universidade   educação
Sala de Aula da Universidade São Judas escola universidade educação

A volta das aulas presenciais ainda está indefinida em boa parte das universidades brasileiras (Divulgação/Divulgação)

Após cinco meses paralisadas por causa da pandemia, as aulas em duas universidades federais retomam, de forma virtual, nesta segunda-feira, 17. A volta das atividades ocorre em meio à indefinição sobre a segurança de autorizar o ensino presencial por causa do contágio e das mortes por covid-19 em níveis altíssimos no Brasil.

Na Universidade de Brasília, os estudantes vão usar plataformas da Microsoft como Office 365 para as aulas. Até 4 de setembro a ideia é familiarizar professores e alunos com as ferramentas digitais e, só a partir daí, retomar o calendário escolar paralisado em março.

Na Universidade Federal de Pernambuco, as aulas paralisadas em 16 de março também retomam nesta segunda de forma virtual. A universidade prometeu ceder computadores a estudantes sem condição financeira para comprá-los.

Além disso, instituiu que este semestre será suplementar. Na prática, isso significa que os alunos sem disposição para frequentar as aulas virtuais poderão retornar à universidade quando voltarem as atividades presenciais – um cenário ainda sem data para ocorrer.

A volta das aulas presenciais ainda está indefinida em boa parte das universidades brasileiras por causa da persistência dos níveis altos de contágio e de mortes pela covid-19 país afora.

Na Universidade de São Paulo, a expectativa é retomar o calendário presencial só em 2021. Quase 100% das 6.000 disciplinas teóricas oferecidas na universidade no primeiro semestre de 2020 foram dadas de maneira virtual num calendário que terminou em 18 de julho. O segundo semestre começa nesta terça-feira, 18 de agosto, também no esquema virtual.

Veja também

É uma situação parecida à da Universidade Federal do Rio de Janeiro, que retomou parte das disciplinas de forma virtual em 13 de julho. A direção da universidade prevê a volta às salas de aula só em 2021 – ainda sem uma data definida.

No ensino básico, o calendário tem sido postergado em diversos estados em virtude do descontrole da pandemia. No estado de São Paulo, a volta às aulas inicialmente marcada para 8 de setembro foi adiada para 7 de outubro. Na capital paulista, ainda não há data definida, podendo ser postergada para novembro, segundo a secretaria de educação. Encontrar algum consenso sobre a volta das aulas presenciais não é um desafio apenas das universidades brasileiras.

Fonte: exame.com/brasil/federais-retomam-aulas-virtuais-e-os-cursos-presenciais-voltam-quando

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here