O ditador da China, Xi Jinping, esteve em uma base militar em Guangdong na última quarta-feira (14) e pediu aos soldados para estarem com “mentes e energia na preparação para a guerra”. Xi instruiu os militares a “manterem um estado de alerta máximo”.

Segundo a agência de notícias estatal Xinhua, ele também exigiu “lealdade, pureza e confiança absolutas”. O discurso teria sido feito durante o 40º aniversário da Zona Econômica Especial (ZEE) de Shenzhen, criada em 1980 para atrair capital estrangeiro.

A fala se dá em um momento de tensões entre China e Estados Unidos, que se agravaram com a aproximação dos americanos com Taiwan e pela crise causada pela pandemia de covid-19, vírus que saiu do país asiático e se espalhou pelo mundo.

Na segundo, 12 de outubro, saiu a informação de que a Casa Branca estaria negociando a venda de um sistema de armas avançadas para Taiwan. Zhao Lijian, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, pediu que Washington “cancelasse imediatamente qualquer plano de venda de armas para Taiwan” e cortasse todos os “laços militares Estados Unidos-Taiwan”.

Xi Jinping não descarta o uso de força militar para tentar controlar a ilha democrática e autônoma, que é apontada pelo regime comunista como parte de seu território. Nos últimos meses o regime vem aumentando os exercícios militares em torno de Taiwan.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here