Dentro da Secretaria de Saúde, a Odontologia atua em todos os níveis de atenção da rede

 

JURANA LOPES

 

Neste domingo (25), é comemorado o Dia do cirurgião-dentista, profissional de suma importância para a manutenção da saúde como um todo, afinal a atuação das equipes de Odontologia não se restringe somente aos tratamentos dentários estéticos. O cirurgião dentista tem uma ampla área de trabalho, que vai desde a orientação quanto à higiene bucal, até os casos complexos de pacientes com traumas de face, casos que precisam de cirurgias bucomaxilofaciais.

 

Arte: Érick Alves

 

“Da época de Tiradentes até os dias atuais, o caminho da profissão foi muito longo. Enquanto no início não existiam evidências científicas, hoje o dentista tem condições de detectar doenças ligadas ao corpo todo, por meio de exames físicos, de imagem, laboratoriais, dentre outros. Os tempos mudaram, a profissão se aperfeiçoou e a Odontologia alcançou seu lugar de ciência da saúde, com grande respeito da população”, explica a gerente interina de Odontologia, Érika Maurienn.

 

Há muitos pacientes que têm vergonha de sorrir, de se comunicar e até de mesmo de buscar oportunidades profissionais pelas condições extremamente precárias em que se encontram quando vão buscar o tratamento odontológico. A possibilidade de fazer a diferença na vida das pessoas foi o que motivou Jeovânia Rodrigues Silva a se tornar cirurgiã-dentista.

 

Atualmente, ela trabalha na Unidade Básica de Saúde 3 do Recanto das Emas.

 

“Não é raro, ao final dos tratamentos, vermos a expressão de felicidade e o sorriso estampado nos rostos dos pacientes. Às vezes, a Odontologia devolve não apenas a saúde, função e estética bucais, mas é também um agente de transformação social”, afirma. Hoje, dentro da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, a Odontologia atua em todos os níveis de atenção da rede. Na Atenção Primária, os atendimentos são nas unidades básicas de saúde. Na Atenção Secundária e especializada, a Odontologia é presente especialmente nos Centros de Especialidades Odontológicas.

 

Além disso, também há atendimentos odontológicos na Atenção Hospitalar, com destaque às Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s), ao Centro de Trauma do Hospital de Base, ao atendimento às deformidades faciais no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), com o serviço de referência para fissurados do Hospital Regional da Asa Norte (Hran), realocados em virtude da pandemia, com radiologia odontológica, entre outros serviços, que por muitas vezes a população ainda desconhece.

 

Odontopediatria

 

O atendimento odontológico da criança deve começar desde a gestação, quando a mãe é orientada sobre os cuidados necessários com a saúde bucal dela e do recém-nascido. Depois, durante a amamentação, introdução alimentar e ao nascer o primeiro dentinho.

 

Foto: Divulgação

 

“É muito importante acompanhar a saúde bucal desde bebê. Se a criança associar que ir ao dentista é algo tranquilo, tiver uma prevenção sem dor, irá se tornar um adulto que não terá traumas ou medo de ir ao dentista. Porém, o mais importante é a prevenção. Por isso, ao nascer o primeiro dentinho deve-se escovar esse dente com pasta com flúor”, informa Larissa Léda, cirurgiã-dentista da UBS 2 do Gama e especialista em Odontopediatria.

 

Larissa sempre gostou de crianças e, por isso, especializou-se na área de Odontopediatria. Hoje, ela atende pacientes de todas as idades, mas não nega sua paixão pelos pequenos. Para tornar o ambiente mais agradável e menos assustador para a criança, ela utiliza várias estratégias.

 

“Um consultório odontológico assusta qualquer criança, e com a pandemia, nós estamos sendo obrigados a nos paramentar ainda mais, o que também pode assustar as crianças. Então, utilizo bonecos para tentar explicar de forma lúdica o que vai acontecer. Também atendemos algum familiar da criança para que ela veja e se sinta mais segura. Depois do atendimento, procuramos dar uma lembrancinha como forma de recompensa”, explica Larissa.

 

Desafios

 

Para o cirurgião-dentista Nivaldo Luiz Fernandes, que trabalha na Central de Radiologia de Taguatinga, a Odontologia é uma profissão extremamente gratificante, pois é possível contribuir com a melhoria da qualidade de vida do paciente por meio do trabalho realizado.

 

“A odontologia é essencial na assistência à saúde e deve ser garantida desde a primeira infância. O acompanhamento do desenvolvimento facial e a promoção da saúde bucal é fundamental para a manutenção da saúde geral do paciente. Um dos grandes desafios da odontologia é garantir o atendimento adequado a toda a população, em especial às mais carentes, com foco na prevenção de patologias odontológicas. Outro grande desafio é a necessidade de formação continuada dos profissionais, com vistas a garantir a melhor prestação de serviço aos pacientes”, avalia o profissional.

 

Homenagem

 

O Secretário de Saúde, Osnei Okumoto, gravou uma mensagem em vídeo para os profissionais da odontologia:

 

 

Saiba mais

 

Atualmente, o Brasil é o país com maior número de cirurgiões-dentistas no mundo: 330 mil em 2019, segundo dados do Conselho Federal de Odontologia (CFO). O Sistema Único de Saúde (SUS) conta com cerca de 30% de todos os dentistas do Brasil, atuando nos três níveis de atenção.

 

O Brasil tem notadamente a melhor Odontologia mundial, o que é reconhecido em nível internacional. Além disso, o Brasil também é o único país no mundo a oferecer assistência odontológica, universal e gratuita pelo Sistema Único de Saúde.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here