A desvalorização dos celulares Android é um grande problema e piora com o passar dos anos. Essa foi a conclusão do relatório feito pelo BankMyCell, site especializado em vendas de celulares. A análise não só apontou a perda de metade do valor dos smartphones Android em apenas um ano, como registrou uma desvalorização destes dispositivos até duas vezes maior que a dos iPhones em 24 meses.

Para realizar a pesquisa, o site analisou cerca de 310 preços de revendas de celulares enviados por fornecedores distintos. Isso permitiu a análise dos modelos mais propícios a se desvalorizarem, possibilitando comparações entre marcas, modelos e sistemas operacionais diferentes.

publicidade

Os resultados foram surpreendentes: em um ano, aparelhos Android com preços de lançamentos próximos a US$ 350 (aproximadamente R$ 1.877, em conversão direta) chegaram a perder metade do valor. Em termos de comparação, os iPhones levaram cerca de dois anos para apresentarem desvalorizações próximas a 45,46%. No primeiro ano, os celulares da Apple perderam apenas 23,45% de seu preço original.

Para exemplificar o estudo, o site comparou os modelos Samsung Galaxy S20 Ultra e o iPhone 11 Pro Max durante o período de nove meses após seus respectivos lançamentos. O smartphone da Samsung desvalorizou 64,71%, enquanto o celular da maçã perdeu apenas 32,22%.

Modelo Samsung Galaxy S20 Ultra, com sistema operacional Android
Lançado em fevereiro de 2020, modelo Samsung Galaxy S20 Ultra desvalorizou 64,71% em apenas nove meses. Imagem: Samsung/Divulgação

No longo prazo — analisando um período de quatro anos —, a diferença da desvalorização entre dispositivos Android e Apple diminui, mas ainda assim, os números do Android chegam em um nível alto. Enquanto os iPhones perderam cerca de 66,43% de seu valor inicial, os celulares Android desvalorizaram 81,11%.

Marcas mais desvalorizadas

Além da comparação entre os dispositivos Android e Apple, o relatório do BankMyCell indicou as marcas de celular que mais desvalorizaram em 2020.

publicidade

Segundo a pesquisa, os smartphones da taiwanesa HTC foram os que registraram maior perda de valor inicial, com desvalorização de 53,08%. O top 3 ainda foi formado pelos aparelhos da Motorola (-42,57%) e da Sony (39,51%).

A lista das mais desvalorizadas de 2020 contou ainda com os dispositivos do Google (-38,46%), BlackBerry (-34,02%), Samsung (-33,46%), Nokia (-30,29%), LG (-26,46%) e Apple (-22,35%).

Via: Uol





Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here