O pedido de rescisão contratual do atacante Zé Eduardo com o Cruzeiro foi negado pela Justiça do Trabalho, nesta quinta-feira (21). Zé se junta à Jadsom Silva e Dedé que nas últimas semanas também tiveram o pedido de rescisão contratual negado. O atacante pedia rescisão indireta em uma ação de mais de R$ 2 milhões.

Conforme apurado pelo Esporte News Mundo, fontes próximas ao jogador detalharam que, segundo a decisão judicial, além do pedido ter sido indeferido, a volta aos treinos se torna facultativa. Porém, a princípio, Zé não participará dos treinamentos na Toca da Raposa II.

 Zé Eduardo entrou na Justiça do Trabalho após ter sido chamado de volta ao Cruzeiro, pelo então técnico Ney Franco. O jogador, no entanto, foi utilizado em apenas um jogo, diante do Oeste no primeiro turno, quando atuou por poucos minutos.

Desde então, a situação tem piorado entre o atleta e o clube, visto que Zé recebeu propostas do futebol turco e coreano, além de ter apalavrado para empréstimo com o ABC de Natal. Porém, o Cruzeiro rejeitou todas as propostas e o jogador vive encostado na Toca da Raposa.

Para saber tudo sobre o Cruzeiro, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.











Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here