Uma petição com 22.000 assinaturas que vem sendo promovida por militantes do Partido Democrata pede que o pastor Franklin Graham seja demitido de seus cargos de liderança na organização Samaritan’s Purse e Associação Evangelística Billy Graham por conta de seu apoio ao ex-presidente Donald Trump.

A petição Fraighful America ataca Graham por seu apoio ao ex-presidente do Partido Republicano, classificando como “presidência mortal” a administração de Trump e descrevendo o filho do falecido evangelista Billy Graham como um “presidência mortal”.

“Não é de se admirar que o golpe fracassado [no Capitólio dos EUA] apresentasse cruzes e estandartes e bandeiras ‘Jesus salva’”, afirma a petição. “Graham e a direita religiosa devem ser responsabilizados por sua desonestidade mortal.”

A Samaritan’s Purse ergueu, durante a pandemia de coronavírus, vários hospitais de campanha em estados e cidades dos Estados Unidos, contribuindo com o atendimento hospitalar onde profissionais de saúde enfrentam dificuldades.

Nas últimas semanas, a organização abriu unidades de tratamento respiratório em Lenoir, Carolina do Norte, e em Lancaster, Califórnia, no Condado de Los Angeles. A organização também abriu um hospital no Central Park, na cidade de Nova York, na primavera do ano passado.

“Com pregadores blasfemos como Graham abençoando a Grande Mentira de Trump e fingindo que a ‘antifa’ estava por trás do ataque, não é de se admirar que o golpe fracassado apresentasse cruzes e estandartes e bandeiras ‘Jesus salva’. Graham e a direita religiosa devem ser responsabilizados por sua desonestidade mortal”, disse a petição.

Um representante do Samaritan’s Purse, chamado Paul Saber, afirmou que o Conselho de Diretores da organização, bem como da Associação Evangelística Billy Graham, expressam total apoio a Franklin Graham e estariam satisfeitos com o trabalho do pastor.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here