Apesar da ampla campanha de organizações da área da educação pelo adiamento do segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em razão do agravamento da pandemia, a aplicação das provas acontece neste domingo (24) em todo o país.

Nesta segunda fase os participantes realizarão provas de ciências da natureza e suas tecnologias e de matemática. Os portões dos locais de aplicação serão abertos às 11h30, no horário de Brasília, e serão fechados às 13h. As provas começam às 13h30 com término da aplicação às 18h30. 

:: 1ª fase do Enem: candidatos relatam nas redes que o distanciamento social não foi respeitado ::

O avanço da proliferação do novo coronavírus comprometeu o destino de parte considerável dos estudantes brasileiros.

Dos 5,7 milhões de inscritos no Exame, cerca de 2,8 milhões, ou 51,5%, não compareceram à primeira etapa no dia 17 de janeiro. 

O recorde histórico de abstenção tem como causa o receio da contaminação pelo coronavírus, considerando que a pandemia tem registrado os patamares mais altos de infecção desde a chegada da doença no país, somado à insegurança em relação ao cumprimento dos protocolos sanitários para evitar a transmissão. 

Além disso, muitos estudantes não tiveram condições estruturais para ter acesso às aulas online durante os últimos meses, comprometendo a preparação para o Enem, considerado a maior porta de entrada para o ensino superior no Brasil.

:: Leia também: Repórter do Brasil de Fato faz prova do Enem e conta o que viu :: 

A União Nacional dos Estudantes (UNE) reuniu ocorrências de salas superlotadas e de estudantes impedidos de realizar a prova com objetivo de levar essas situações à Justiça, por meio da Defensoria Pública da União (DPU), para pressionar o adiamento da segunda etapa.

No entanto, na semana passada, a 12ª Vara Cível Federal de São Paulo, da Justiça Federal da 3ª Região, negou o pedido DPU. 

O órgão argumentou que muitos alunos não conseguiram entrar nas salas na primeira etapa da prova e que o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) não estaria cumprindo a recomendação de manter a lotação de 50% da capacidade das salas.

 Estigma: Christian Dunker explica debates em torno do tema da redação do Enem

Já a decisão da Justiça afirmou que os fatos relatados pela Defensoria não foram suficientes para comprovar que o Inep não garantiu os protocolos de segurança contra a disseminação do novo coronavírus. 

Os inscritos no Enem que apresentarem sintomas da covid-19 na véspera da prova ou mesmo neste domingo (24) não devem comparecer ao local do exame. Nesses casos, os participantes poderão solicitar a reaplicação nos cinco dias em que o Inep receberá os pedidos, como previsto em edital. 

A documentação comprobatória da infecção será recebida entre 25 e 29 de janeiro. 

 

Edição: Lucas Weber



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here