O Fundo Brasil e a Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB) lançaram a campanha Fundo de Apoio Emergencial: Covid-19 – Emergência Amazônia, para atender as 58 Casas de Saúde Indígena da região de Manaus, capital manauara.

Leia mais: Brasil passa de 217 mil mortes por covid; sistema de saúde em Rondônia beira colapso

Ao todo, a campanha pretende distribuir 174 cilindros de oxigênio, que seriam pulverizados na região, três para cada uma das Casas de Saúde Indígena, além de 2 mil cestas básicas. Para contribuir com a campanha, clique aqui. Os recursos arrecadados pelas entidades também serão usados para financiar o combustível para fretes fluviais, aéreo e terrestre.

Dos 7.051 óbitos no Amazonas, 4.746 pessoas ocorreram na capital do Amazonas, em decorrência do covid-19. Desde o início da pandemia, 248.561 casos de contaminação por coronavírus foram registrados no estado, 109.021 na capital. Os dados escancaram a crise de abastecimento de oxigênio no território manauara.

Leia também: “Manaus está dizendo para o Brasil: ‘Cuidado, sou você amanhã'”, alerta Nicolelis

A meta da campanha é arrecadar R$ 6 milhões e alcançar 400 mil indígenas que vivem nos nove estados do norte. De acordo com a COIAB, entre os objetivos da empreitada estão a vacinação para 100% da população indígena em território nacional, barreiras sanitárias/epidemiológicas e Unidades de Atendimento Primário Indígena (UAPIs), Equipamentos de Proteção Individual e aquisição de insumos hospitalares e de cilindros de oxigênio para as Casas de Saúde Indígena.

“Diante de tudo o que estamos acompanhando nos meios de comunicação, afirmo: aqui de perto, a realidade de Manaus é muito pior. O cenário é de guerra em busca de um elemento essencial: oxigênio. Precisamos evitar a todo custo que isso se espalhe mais”, disse Nara Baré, coordenadora geral da COIAB.

Edição: Rogério Jordão



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here