O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou no último domingo (24) um suposto medicamento criado no país que ele descreveu como “gotas milagrosas” que curam o coronavírus. O líder comunista diz que o medicamento pode “neutralizar 100% da covid-19” se usada a cada quatro horas.

A droga é chamada por ele de “carvativir” e teria sido patenteado no país com permissão para uso das autoridades sanitárias venezuelanas.

“Fizemos experimentos massivos com todos os pacientes que estavam no Poliedro de Caracas, no Hospital de Coche. O carvativir, as gotinhas milagrosas. Dez gotinhas debaixo da língua a cada quatro horas e o milagre acontece”, disse o ditador.

Maduro ainda enfatizou que o medicamento seria um “poderoso antiviral” e que “neutraliza o coronavírus”, apesar de não divulgar muitas informações a respeito do medicamento.

Ele disse ainda que o medicamento é “totalmente inócuo”, pois não tem “nenhum tipo de efeito colateral”. No entanto, Maduro não quis revelar a identidade do cientista que estaria por trás da criação do remédio.

“[Vocês] o conhecerão no futuro, estamos no momento protegendo os cientistas”, disse, citando a necessidade de evitar que “grupos ou interesses” façam alguma ameaça.

Maduro anunciou que o medicamento começará a ser fabricado nesta semana no país e distribuído a “todos os centros de diagnóstico integral, todos os hospitais e todos os ambulatórios”.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here