O clipe da música “Vacina Butantan”, do MC Fioti, feito em parceria entre o MC, seu produtor e empresário, o funkeiro Kondzilla, e o Instituto Butantan, já alcançou quase 4 milhões de visualizações no Youtube, desde que foi lançado, no sábado (23).

Leia mais: Brasil passa de 217 mil mortes por covid; sistema de saúde em Rondônia beira colapso

A música original “Bum Bum Tan Tan” foi resgatada pelos internautas após a aprovação da vacina Coronavac, no último dia 17 de janeiro, produzida em parceria entre o laboratório chinês Sinovac e o Instituto Butantan, tornando-se o hino do imunizante nas redes sociais. A paródia lançada na internet alcançou tamanha abrangência que o Instituto Butantan decidiu, então, convidar MC Fioti para gravá-la. 

Em uma nota do Instituto, MC Fioti afirmou que “o funk é muito importante para nossa comunidade e muda muito a vida de jovens na periferia. Essa junção da ciência com o funk vai fazer a molecada se conscientizar e tomar a vacina. Isso vai ser muito importante e vai ter um impacto grande”.

Para o artista, a paródia marca um momento inovador no funk. “A gente recebe muitas críticas, porque é um movimento 100% da periferia, as pessoas acham que é coisa de bandido, de marginal. Estamos provando mais uma vez que nosso funk tem poder e que quebra qualquer tipo de barreira que colocarem na nossa frente”, afirmou MC Fioti ao Instituto Butantan.

No início da música original, o autor cantava: “É a flauta envolvente que mexe com a mente de quem ‘tá’ presente. As novinha saliente fica loucona e se joga pra gente”. Na paródia, MC Fioti passou a cantar: “É a vacina envolvente que mexe com a mente de quem ‘tá’ presente. É a vacina saliente, que vai curar ‘nóis’ do vírus e salvar muita gente”.

Leia também: Bem Viver: cientistas brasileiros criam teste rápido de covid-19 com preço popular

Em sua conta no Twitter, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), parabenizou os responsáveis pelo clipe. “Vejam que belo videoclipe lançado há pouco pelo Mc Fioti com a nova versão da sua música BunBunTanTan em homenagem à vacina do Butantan. Parabéns pela iniciativa em prol da vacina e da vida”, escreveu.

Coronavac

Cerca de 6 milhões de doses da vacina Coronavac, produzida em parceria entre o Instituto Butantan e o laboratório chinês Sinovac, tiveram o uso emergencial aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no dia 17 de janeiro

Cinco dias depois, a agência aprovou o uso emergencial de mais 4,1 milhões de doses. Sendo assim, no total, aproximadamente 10 milhões de doses já foram distribuídas proporcionalmente entre os estados brasileiros.

Até março, serão 46 milhões de doses no total, contando com as 36 milhões que ainda não estão prontas, uma vez que a produção depende da chegada do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) da vacina Coronavac da China.

Pandemia no Brasil

O número de vítimas fatais em decorrência do novo coronavírus chegou a 217.037 neste domingo (24), segundo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass)

Apenas nas últimas 24h foram registrados 592 óbitos e 28.323 novos casos de infecção. Com isso, o número de brasileiros infectados é de 8.844.577. 

A média móvel de óbitos, a soma dos registros dos últimos sete dias dividida por sete, é de 1.027. Já a média móvel de contaminações é de 50.925.

Edição: Rodrigo Durão Coelho



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here