O Santos visitou o Atlético-MG, no Mineirão pelo duelo atrasado da 28º rodada do Campeonato Brasileiro e saiu derrotado com o placar de 2 a 0.

Agora, a equipe de Cuca tem todas as atenções para a final da Conmebol Libertadores diante o Palmeiras, no sábado dia 30 de janeiro, no estádio do Maracanã.

Na coletiva, depois do jogo diante o Galo, o assunto foi a decisão diante o rival pela competição internacional.

O treinador falou como a sua equipe chega psicologicamente ao jogo. Relatou que vai trazer coisas positivas de sua experiência em outros anos e ainda abordou como foi a maratona de três jogos pelo Brasileiro e o retorno do capitão Alison aos treinamentos.

Cuca falou como fator psicológico de seus titulares, chega na grande decisão contra o Palmeiras:

– “100%. Um jogador para desempenhar precisa estar psicologicamente bem. E nós estamos bem. A julgar daí, estamos 100%. Vamos fazer tudo e mais um pouco para tentarmos sair campeões. Só o tempo até sábado, pelas 19h, talvez mais tarde, vai dizer que tudo que colocaremos em prático será suficiente para sermos campeões”. – disse Cuca.

O técnico ainda falou sobre levar coisas positivas do Mineirão. O profissional, tem como lembrança do estádio, a conquista da Libertadores de 2013, pelo Atlético-MG e disse que vai levar para a final de sábado:

– “Sempre vamos buscar coisas positivas guardadas dentro de nós, experiências. Eu guardo e certamente vou usar“. – finalizou Cuca

Cuca falou sobre a maratona de três partidas em seis dias e sobre o desempenho dos reservas nas partidas do Campeonato Brasileiro;

– “Santos não vence há três jogos: Fortaleza em Fortaleza com esse time, hoje com esse time aqui. Não posso cobrar vitórias. Posso cobrar entrega, empenho, atitude e organização. E eles têm me dado. O que é feito por nós é o mais certo possível, pensando no sábado e no futuro do Santos. Quanto vale ter 21 aqui e 17 da base? Terminar o jogo com quase todos da base contra candidatos ao título como Galo, Flamengo e São Paulo? Amadurecem muito e não há influência no jogo de sábado“. – afirma o comandante

Para a final contra o Palmeiras, têm o retorno do volante e capitão Alison que se recuperou da COVID-19 e retornou aos treinos. O técnico disse sobre a volta do camisa 5;

– “Temos quarta, quinta e sexta para definir no sábado. Vamos estar juntos. Não o trouxe para não correr risco. Não havia essa necessidade. Balieiro entrou no lugar dele e cumpriu papel. Agora temos tempo para avaliar tudo“.- disse o treinador

Quer saber mais sobre o Santos, siga o Esporte News Mundo pelo Twitter, Instagram e Facebook.











Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here