O gabarito oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 será divulgado nesta quarta-feira (27) na Página do Participante, que pode ser acessada por meio do portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). 

Com o gabarito em mãos, no entanto, ainda não é possível saber a nota no exame, uma vez que a prova é corrigida por um método diferente, a teoria de resposta ao item (TRI), que leva em conta outros fatores além dos acertos e erros, como a coerência de cada estudante ao responder às questões. 

Por exemplo, se um estudante acertar muitas questões difíceis, espera-se que tenha acertado as perguntas mais fáceis. Caso contrário, o sistema entende que há a possibilidade de o candidato ter “chutado”. Nesse caso, a nota será menor do que aquele estudante que respondeu de forma mais coerente. O resultado da nota será divulgado somente no dia 29 de março, junto com o desempenho na redação. 

::Abstenção recorde: como ficam os 2,8 milhões de inscritos que faltaram ao Enem?::

Segundo o Inep, aproximadamente 2,5 milhões de candidatos participaram do Enem 2020, nos dias 17 e 24 de janeiro. No primeiro dia, a taxa de abstenção foi de 51,5%, e, no segundo, 55%. 

Reaplicação

Os candidatos que não compareceram nos dias de aplicação do exame devido a doenças infectocontagiosas, como a covid-19, poderão realizar a reaplicação. Para isso, o candidato precisa solicitar a participação na reaplicação do exame, que ocorre nos dias 23 e 24 de fevereiro, até o dia 29 de janeiro.

O estudante deve apresentar um documento comprobatório da contaminação, como atestado ou declaração médica, com as seguintes informações: nome completo do participante, diagnóstico com a descrição da condição, código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10) e assinatura e identificação do profissional competente, com registro do Conselho Regional de Medicina (CRM). 

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o documento deve ser anexado em formato PDF, PNG ou JPG, com tamanho máximo de 2 MB. 

Além da covid-19, são consideradas doenças infectocontagiosas para pedir a reaplicação: coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola e varicela. 

Edição: Geisa Marques



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here