(REUTERS/Dado Ruvic)

(Bloomberg) — Um confronto caótico entre AstraZeneca e a União Europeia na quarta-feira resumiu o fracasso do bloco em colocar sua campanha de vacinação em massa no caminho certo e lançou dúvidas sobre suas esperanças de inocular milhões de pessoas rapidamente e sair dos bloqueios que induzem à recessão.

A disputa, desencadeada pelo anúncio da farmacêutica de que as entregas de vacinas para a Europa serão menores do que o previsto anteriormente, chega ao auge na quarta-feira, quando a empresa e autoridades que representam a UE e seus governos nacionais fizerem uma reunião para resolver o impasse. A UE quer extrair compromissos claros da Astra sobre quantas doses salvadoras serão disponibilizadas para o bloco durante a primeira metade do ano.

A demanda segue uma guerra pública de palavras entre os dois lados, incluindo ameaças de processos judiciais, restrições à exportação e acusações de mentiras sobre contratos juridicamente vinculativos. No início da quarta-feira, a UE disse que a Astra havia desistido da reunião agendada, no que seria uma afronta sem precedentes a 27 governos. A farmacêutica negou e a UE disse então que a reunião estava de volta à agenda.

Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here