O Governo do Distrito Federal já vacinou, com a primeira dose que previne a infecção pelo novo coronavírus, 33.317 pessoas que integram o grupo prioritário. A marca foi alcançada nesta quarta-feira (27), com a abertura de mais 23 salas e a imunização contra a Covid-19 de 10.090 pessoas. Com a chegada de mais vacinas CoronaVac e Covishield, foi ampliado o público-alvo beneficiado, incluindo todos os servidores públicos da saúde na ativa e os funcionários de hospitais privados.

A vacinação está sendo dada aos grupos prioritários | Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde

A Secretaria de Saúde divulgou que passaram a integrar a lista todos os profissionais da ativa na rede pública de saúde, em todos os níveis de atenção à Saúde: básica, hospitalar, Fundação Hemocentro, Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde, Administração Central, profissionais de saúde voluntários, residentes inscritos nos programas de residência médica e multiprofissional, profissionais de vigilância, limpeza e administrativos. Na rede privada, a vacina está disponível somente para os profissionais que atuam na atenção hospitalar.

Também foram incluídos os trabalhadores do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF).

Neste momento, fazem parte, também, os idosos a partir de 60 anos e pessoas com deficiência que vivem em unidades de acolhimento, cuidadores que atuam nessas instituições, povos indígenas que vivem em terras indígenas, pacientes internados em Home Care (SAD-AC – pacientes de alta complexidade, internados em casa, que são assistidos com suporte de ventilação mecânica) e pacientes internados no Núcleo Regional de Atendimento Domiciliar (AD2 e AD3 – pacientes internados em casa e acompanhados pelas equipes do Nrad da Secretaria de Saúde), e trabalhadores dos serviços de Atenção Pré-Hospitalar (APH): Resgatistas do Corpo de Bombeiros Militar e outras instituições privadas que prestam APH.

Tem direito a vacina um cuidador familiar por paciente do Nrad dos perfis AD2 e AD3. Trabalhadores das empresas contratadas pela Secretaria de Saúde para o serviço de Home Care não serão vacinados neste momento.

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, disse que o avanço da vacinação se deve “graças ao esforço e ao preparo dos servidores envolvidos no processo”. Ele lembrou que “a Secretaria de Saúde está preparada para fazer a vacinação contra a Covid-19 com rapidez e segurança, dependendo apenas da disponibilidade de vacinas na nossa rede”.

A abertura das novas salas de vacina ocorreu para atender todos os servidores da Secretaria de Saúde que passaram a ser vacinados com a ampliação do público-alvo. “A nossa área de gestão de pessoas recebeu ao longo do dia de hoje vários elogios dos profissionais de saúde que foram contemplados nesta etapa. É perceptível como os profissionais se sentiram valorizados, principalmente porque a área da saúde não parou durante a pandemia, pelo contrário. Valorizar o servidor é um dos pilares da Secretaria de Saúde”, destaca a subsecretária de Gestão de Pessoas da Secretaria de Saúde, Silene Almeida.

Além disso, os idosos e pessoas com deficiência que vivem em instituições de internação, indígenas e pacientes do Home Care e Nrad são vacinados por equipes volantes da pasta. Trabalhadores dos hospitais privados são vacinados com apoio de equipes volantes.

Doses recebidas

A vacinação contra a Covid-19 começou no Distrito Federal no dia 19 de janeiro. Foram recebidas 125.160 doses da vacina CoronaVac, que é produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, e 41,5 mil doses da vacina Covishield, desenvolvida pela universidade inglesa de Oxford, com a farmacêutica sueco-britânica AztraZeneca. Cerca de 5% das doses recebidas fazem parte da reserva técnica para suprir possíveis perdas que possam acontecer ao longo da campanha. Dessa forma, há estoque uma eventual reposição.

No caso da vacina CoronaVac, o intervalo entre a primeira e segunda doses é curto, entre 14 e 28 dias, e metade das doses recebidas são reservadas para a segunda aplicação. Já com a vacina Covishield, esse intervalo é de até 90 dias.

Confira o balanço da vacinação por Região de Saúde:

Região de Saúde Central: asas Sul e Norte, lagos Sul e Norte, vilas Planalto e Telebrasília, Varjão, Cruzeiro, Noroeste, Sudoeste/Octogonal
Vacinas aplicadas: 8.851

Região de Saúde Centro-Sul: Guará, Estrutural, SIA, SCIA, Candangolândia, Núcleo Bandeirante, Park Way, Riacho Fundo I, Riacho Fundo II
Vacinas aplicadas: 5.342

Região de Saúde Norte: Planaltina, Sobradinho, Sobradinho II e Fercal
Vacinas aplicadas: 2.923

Região de Saúde Oeste: Brazlândia, Ceilândia e Sol Nascente/Pôr do Sol
Vacinas aplicadas: 4.347

Região de Saúde Sudoeste: Samambaia, Taguatinga, Recanto das Emas, Vicente Pires, Águas Claras e Arniqueira
Vacinas aplicadas: 5.533

Região de Saúde Sul: Gama e Santa Maria
Vacinas aplicadas: 4.201

Região de Saúde Leste: Paranoá, Itapoã, São Sebastião e Jardim Botânico
Vacinas aplicadas: 2.120

Total de vacinados: 33.317



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here