Com a finalidade de estimular a prática de ações de solidariedade, o Governo Estadual e a Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) realizaram, nesta quarta-feira (27/01), a primeira capacitação do projeto “Voluntários do Bem” em 2021. A qualificação virtual reuniu 70 pessoas, que poderão colaborar com diversas entidades sociais.

Os novos voluntários poderão escolher os locais de atuação na Plataforma do Voluntariado da OVG e optar pela atuação online ou presencial. O site (www.ovg.org.br/voluntariado/) traz as vagas disponíveis e as informações sobre o trabalho das instituições.

 

Durante uma hora e meia, a turma participou de um bate-papo descontraído, recebeu informações sobre os programas e as ações da OVG e sobre responsabilidade social, conheceu os direitos e deveres dos voluntários e as possibilidades de atuação humanitária sem sair de casa. Eles  aprenderam, principalmente, como a atividade voluntária pode ser uma importante ferramenta de desenvolvimento das capacidades de comunicação, de empatia e de valores essenciais para a cidadania.

A diretora de Ações Sociais da OVG, Jeane de Cássia Abdala, lembrou que a pandemia da Covid-19 gerou uma onda de despertar para a solidariedade, ressignificando sentimentos. “A Organização vê com muita alegria esse despertar. A bondade e o amor ao próximo são coisas que nos fazem acreditar em uma sociedade mais igualitária e justa. É um orgulho saber que por meio da nossa Plataforma do Voluntariado unimos quem quer ajudar com quem precisa de auxílio”, disse.

Jeane Abdala observou, ainda, que, além de ter um impacto positivo na vida de outras pessoas, o trabalho voluntário pode ser um grande diferencial na hora de buscar um emprego ou para entender melhor o papel de cada um no mercado de trabalho.

Participante da primeira capacitação do “Voluntários do Bem” em 2021, a estudante de Serviço Social Alessandra Oliveira da Conceição, de 40 anos, acredita que “unidos nós seremos mais fortes”, e que o trabalho humanitário desperta gratidão para a vida.

“Já atuei como voluntária em uma unidade de idosos. A gente dá um pouco mais de valor à vida; ao que nós somos mais do que nós temos. É muito bom poder ajuda. Para mim, essa capacitação de hoje é uma reciclagem e não vejo a hora de poder voltar a fazer o trabalho voluntariado presencial”, afirmou Alessandra.

Ao alcance de todos

Lançada em outubro de 2019, a Plataforma do Voluntariado da OVG – http://www.ovg.org.br/voluntariado/ – facilita o acesso daqueles que querem contribuir com aqueles que realmente necessitam de apoio. Em 2020, a ferramenta foi essencial para o desenvolvimento da Campanha de Combate à Propagação do Coronavírus.

A ação recebeu, via Plataforma, R$ 11 milhões de doações em alimentos, produtos e depósitos bancários. O recurso foi utilizado para a compra de cestas básicas, Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e artigos de higiene.

A presidente de honra da OVG e chefe do Gabinete de Políticas Sociais, primeira-dama Gracinha Caiado, reforçou que o fortalecimento do voluntariado é um dos principais focos da OVG hoje. “O que nós temos feito é unir forças para levar dignidade, cidadania e segurança às famílias mais vulneráveis que vivem nos 246 municípios goianos”, ressaltou.

Foto: Marianna Moreira
Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) – Governo de Goiás



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here