O Apple Watch, relógio inteligente da Apple, já tem mais de 100 milhões de usuários ao redor do mundo, é o que aponta um relatório divulgado na última quinta-feira (11) pelo Above Avalon, portal especializado em análises dos negócios da Apple. Com o resultado, o vestível já é o quarto produto mais relevante do portfólio da companhia, atrás apenas do iPhone, iPad e Mac.

De acordo com o relatório, destes 100 milhões, cerca de 30% são novos adeptos, que passaram a fazer uso do Apple Watch em 2020, número que se aproxima do volume de vendas do relógio inteligente nos anos de 2015, 2016 e 2017 somados. A motivação para o crescimento pode ter sido um interesse maior da população em cuidados com a saúde durante a pandemia da covid-19.

publicidade

10% dos donos de iPhone já têm Apple Watch

Quem tem um iPhone pode desfrutar melhor dos recursos do Apple Watch, e essa maior facilidade na conectividade entre o smartphone e o vestível ajudou a potencializar as vendas do relógio inteligente entre aqueles que já possuem o celular com a maçãzinha no verso. O relatório estima que, atualmente, o número de usuários que possuem iPhone e Apple Watch já chega a 10%.

Este número é ainda maior nos Estados Unidos, onde tanto o iPhone é líder no mercado de smartphone, quanto o Apple Watch é o mais vendido entre os relógios inteligentes, o número de pessoas que possuem os dois dispositivos já era de 35% no final de 2020.

Para Neil Cybart, analista de Wall Street que comanda o Above Avalon, a tendência de crescimento dos usuários de iPhone e Apple Watch deve crescer mundialmente e chegar aos mesmos 35% observados nos Estados Unidos, fazendo com que o número chegue a 350 milhões pelo mundo.

Abertura para o Android

Para Neil Cybart, o potencial de crescimento do Apple Watch vai além do número de usuários de iPhone, para isso, ele sugere uma maior conectividade com dispositivos Android para alcançar uma maior parcela da população, expandindo o mercado do dispositivo vestível para uma maior gama de aparelhos e objetos inteligentes.

publicidade

No futuro, o Apple Watch passará a dar aos seus usuários a opção de autenticação de identidade pelo dispositivo, além de novos aplicativos da saúde, já que a preocupação com condicionamento físico e cuidados com bem-estar e saúde deve seguir crescendo mesmo depois do fim da pandemia.

Via: Vida Celular 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!





Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here