Pela primeira vez em mais de uma década, a Agência Espacial Europeia (ESA) iniciou um processo de recrutamento de novos astronautas. E pela primeira vez na história a “vaga” está aberta às pessoas com deficiência física.

A agência procura pessoas que tenham qualificação psicológica, cognitiva, técnica e profissional para o cargo, mas que tenham uma deficiência física que normalmente as impediria de serem selecionadas devido às limitações impostas pelos equipamentos atualmente usados nas missões.

publicidade

“Representação visível sempre é importante, por isso perguntamos a nós mesmos quais são as barreiras que nos impedem de levar um astronauta com deficiência física à ISS”, disse Jan Wörner, diretor-geral da ESA.

A ESA afirma que irá trabalhar em conjunto com os fornecedores de veículos tripulados (atualmente a agência espacial russa Roscosmos e a SpaceX) para “identificar possíveis adaptações para eventualmente permitir que um astronauta com deficiência vá ao espaço”.

Ilustração explica o programa de parastronautas da ESA
Imagem: ESA

“Há muita coisa desconhecida à nossa frente, e a única promessa que podemos fazer hoje é de uma tentativa séria, honesta e dedicada de abrir o caminho para um astronauta com deficiência”, disse a agência em um comunicado.

A expectativa da ESA é recrutar quatro a seis astronautas de carreira e 20 astronautas reserva, entre estes o parastronauta. Inscrições para a vaga estarão abertas entre 1º de março e 28 de maio.

publicidade

Candidatos devem ser cidadãos de um país membro da ESA ou associado à agência, ter mestrado em ciências naturais, medicina, engenharia ou matemática, ter ao menos três anos de experiência na área e falar inglês fluente.

Segundo a agência, o candidato ideal é capaz de trabalhar bem com uma equipe multicultural, passar longos períodos longe da família e amigos, resistir a um treinamento físico rigoroso e manter a calma sob pressão.

O processo de seleção será composto por seis estágios. O anúncio da nova equipe de astronautas da ESA será feito na segunda metade de 2022.

Fonte: Space News





Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here