SÃO PAULO – Em destaque no radar corporativo, está a continuidade da temporada de resultados: o Carrefour Brasil apresentou lucro líquido ajustado ao controlador de R$ 886 milhões no quarto trimestre 2020, uma alta de 31,1% em relação ao registrado no mesmo período de 2019. O Ebitda ficou em R$ 1,732 bilhão, alta de 18,2% ante o quarto trimestre de 2019. Depois do fechamento do mercado, serão revelados os números do IRB Brasil.

Ainda no radar, a produção de petróleo da Petrobras voltou a crescer em janeiro, depois de ter abandonado o patamar dos 2 milhões de barris diários em dezembro do ano passado. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a estatal produziu em média 2,140 milhões de barris diários, 7,8% a mais do que no mês anterior.

A sessão ainda marca a estreia das ações da CSN Mineração após a abertura de capital (IPO) na última sexta-feira. Confira os destaques:

Carrefour Brasil (CRFB3)

CMIN3

A ação da CSN Mineração faz sua estreia nesta quinta-feira na B3. A oferta inicial de ações (IPO) foi precificada na sexta-feira a R$ 8,50 cada, movimentando R$ 5,2 bilhões.

Com a venda de R$ 1,37 bilhão em ações novas, a companhia pretende investir em projetos como Itabirito P15 e de recuperação de rejeitos de barragem Pires e Casa de Pedra, a principal mina da empresa, localizada em Congonhas (MG).

Além disso, a siderúrgica CSN, a Japão Brasil e a sul-coreana Posco levantaram o equivalente a R$ 3,85 bilhões com a venda de participações no negócio.

Antes da oferta, a CSN tinha 87,5% da CSN Mineração e, pelo cálculos da companhia, após a operação, sem considerar os lotes adicionais de papéis, reduziria essa fatia para 79,1%.

AES Brasil (TIET11)

A elétrica AES Brasil (antiga AES Tietê) firmou um acordo com a produtora de metais Minasligas para o fornecimento de 21 megawatts (MW) médios pelo prazo de 20 anos, com entrega de energia a partir de 2023, informou a companhia nesta quarta-feira.

Segundo fato relevante publicado pela AES Brasil, o fornecimento ocorrerá por meio de um parque eólico no complexo Cajuína, no Rio Grande do Norte, região onde a controlada da norte-americana AES Corp AES.N cria seu cluster eólico, com início de construção esperado para 2021.

O projeto, segundo a ser desenvolvido no complexo eólico potiguar, possui 46 MW de capacidade eólica instalada, equivalentes a 25 MW médios de energia assegurada a P50, informou a empresa. “A AES Brasil reforça sua estratégia de crescimento e diversificação de portfólio por meio do desenvolvimento de projetos de fontes renováveis e complementares à hídrica e com contratos de longo prazo”, acrescentou a companhia.

A Cielo vai começar a testar a partir desta quinta o reconhecimento facial nas compras presenciais feitas com cartões de crédito em uma unidade da Drogaria Iguatemi, em um shopping de São Paulo. Os testes ocorrem em um momento em que a maior empresa de meios eletrônicos de pagamentos expande os canais para transações sem contato, que têm crescido rápido diante da pandemia da Covid-19. A solução é testada em parceria com a startup catarinense Payface, e deve ser estendida para outras lojas da Iguatemi em São Paulo e em Curitiba.

Segundo o jornal Valor, a negociação entre Cogna e Eleva Educação avançou, e pode ser fechada neste mês. De acordo com o jornal, a Eleva deve vender seu sistema de ensino em troca de escolas da Cogna. A diferença entre o valor dos ativos seria paga em ações da Eleva, que pretende abrir o capital ainda neste semestre.

(Com Agência Estado e Reuters)

Já pensou em ser um broker? Esta série gratuita do InfoMoney mostra como entrar para uma das profissões mais bem remuneradas do mercado. Deixe seu e-mail abaixo para assistir.





Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here