Os centros de juventude do Distrito Federal retomaram suas atividades no início de janeiro e, desde então, os alunos das Oficinas de Teatro têm experimentado muito mais do que aulas, mas sim uma rotina intensa, repleta de trocas e oportunidades de aprofundamento.

Os alunos do Módulo V (CeinCena) participaram de um ciclo de palestras voltados para performance no universo das artes visuais, ministrado pela professora da Faculdade de Artes Dulcina de Moraes (FADM) e performer Marcela Campos.

Já os alunos do Módulo IV (Gênesis) tiveram a oportunidade de conversar com três profissionais do audiovisual: Emanuel Lavor (Brasília), Marcelo Pelucio (Brasília) e Vitor Cassini (Rio de Janeiro). Com muita bagagem em direção e roteirização, eles dividiram com os jovens suas percepções e olhares.

Workshops

Paralelamente a essas atividades, cinco workshops com profissionais de diversas áreas do meio artístico aconteceram e ainda estão acontecendo nos Centros de Juventude.

O ator Tiago Marques falou de sua trajetória no teatro, cinema e televisão no Workshop – Atuação, Autoprodução Artística e Trajetória Profissional. Na sequência, o Workshop – A Primeira Estória, voltada para roteiristas iniciantes e conduzido mais uma vez por Emanuel Lavor, que é diretor, ator e roteirista de cinema e teatro, graduado em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Brasília – UnB.

No último final de semana teve início a Oficina Olhares com oito profissionais que atuam no cinema brasiliense. Eles abriram as percepções dos alunos dos Centros da Juventude para frentes de atuação nos seguintes seguimentos: Atuação (Marcelo Pelucio), Edição e Montagem (Leandro G. Moura), Direção e Roteiro (Zefel Coff), Direção e Novas Mídias (Thiago Foresti), Fotografia (Joanna Ramos), Linguagem Cinematográfica (William Alves), Produção (Cristiano Vieira) e Som no Audiovisual (Raffa Santoro).

Além das aulas, o professor trouxe uma oportunidade única para os alunos de estarem em contato com profissionais renomados e com experiência para que eles pudessem conhecer as várias possibilidades que a arte permiteKedson Rocha, secretário de Juventude

Nos dias 16, 17 e 18 de fevereiro é a vez de Caroline Monlleo, atriz, bailarina e diretora de movimento, com o Workshop – Consciência Corporal. Ela dividirá com os alunos como explorar o corpo e os movimentos pelos espaços reduzidos do ambiente domiciliar, levando-os a refletir sobre as múltiplas formas de enxergar e viver a arte durante o isolamento.

E para encerrar os ciclos de atividades, nos dias 23, 24 e 25 de fevereiro a atriz e produtora brasiliense Luanna Rocha fala sobre Gestão de Carreira Profissional. Com trabalhos  tanto em Brasília como no Rio de Janeiro em teatro, televisão e cinema, Luanna trará para os jovens um olhar direcionado aos cuidados que um artista deve ter com seu material para que possa documentar e criar seu portfólio.

Kedson Rocha, secretário de Juventude do Distrito Federal comemora a iniciativa idealizada pelo professor de teatro dos Centros de Juventude Adilson Diaz. “Quando eu vejo todo esse movimento e entrega não somente do professor Adilson, mas de toda a equipe e, claro, dos jovens, mais motivado e desafiado eu me sinto para continuar promovendo espaços para juventude. Além das aulas, o professor trouxe uma oportunidade única para os alunos de estarem em contato com profissionais renomados e com experiência para que eles pudessem conhecer as várias possibilidades que a arte permite”.

*Com informações da Sejuv



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here