O 33° BPM do Estado de Goiás, em convênio firmado com o Juizado Especial Criminal de Cidade Ocidental e o Ministério Público, disponibilizou a entrega de alimentos para as vítimas de violência doméstica e familiar no município de Cidade Ocidental-GO.  O objetivo da iniciativa é atender as vítimas de violência doméstica no instante inicial da separação, para que as mulheres não fiquem desamparadas, aguardando a Assistência Social do município para a cobertura definitiva. A primeira entrega foi realizada no dia 19 de fevereiro para vítima que possui três filhos, uma adolescente, uma criança de seis anos e um bebê.

Na parceria, ficou estabelecido que as pessoas autuadas por posse de entorpecente para consumo próprio deverão, como “pena alternativa”, entregar cestas básicas na Sede do 33° BPM. Os alimentos serão encaminhados, em caráter emergencial, às vítimas de violência doméstica no município. “O sistema de assistência social formal, disponível no município, demanda alguns dias para acomodar as vítimas, mas essas mulheres não têm condições de esperar pelo alimento. Isso porque, muitas vezes, as vítimas são alimentadas efetivamente pelo agressor. E, quando esse agressor é preso, essa mulher fica desamparada”, explicou o coordenador do programa de proteção às mulheres vítimas de violência doméstica do 33º BPM.

Caberá ao Poder Judiciário e ao Ministério Público viabilizar a entrega das cestas básicas ao 33° BPM, e a Polícia Militar, por sua vez, fará a seleção das famílias que irão receber os alimentos em caráter emergencial.

PMGO: Patrimônio dos Goianos!

Fonte: 33º BPM/5º CRPM.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here