As ações da Tesla sofreram uma queda brusca nesta segunda-feira (22), registrando retração de 9%. Como consequência, o patrimônio líquido do CEO da montadora de carros elétricos, Elon Musk, diminuiu US$ 15 bilhões, totalizando uma fortuna de, agora, US$ 183 bilhões.

Essa movimentação colocou o executivo da Tesla, mais uma vez, em segundo lugar no ranking de top bilionários da Bloomberg, perdendo o posto principal para o fundador da Amazon, Jeff Bezos.

publicidade

Só a título de comparação: Bezos tem uma fortuna estimada em US$ 186 bilhões, segundo índice da Bloomberg – ou seja, essa diferença de US$ 3 bilhões pode fazer com que a disputa dos gigantes permaneça acirrada por um bom tempo.

Tesla Model Y
Ações da Tesla tiveram queda expressiva nesta segunda (22). Imagem: Roschetzky Photography/Shutterstock

Queda nas ações

Essa não é a primeira vez que as ações da montadora despencam. Em setembro passado, a queda registrada foi de 20% na Nasdaq, quando a empresa perdeu mais de US$ 82 bilhões – o que, na cotação atual, chega a mais de R$ 440 mil.

Desta vez, um dos principais motivos apontados para a desvalorização dos papéis da companhia foi um tuíte do próprio Musk, em resposta ao economista Peter Schiff, em que afirma que os preços das criptomoedas – bitcoin e ethereum – estavam altos.

Depois da afirmação, o bitcoin registrou queda de 11%, passando a ser negociado por US$ 48 mil. Enquanto isso, o ethereum teve redução de 15%, com cotação de cerca de US$ 1,5 mil.

Outro motivo que teria sido apontado para a queda foi a decisão da empresa de alterar os pedidos online para o Model Y Standard Range. Assim, um mês após o lançamento, o modelo de entrada foi retirado do catálogo porque o carro “não atende ao padrão de excelência da Tesla”, de acordo com o próprio Musk.

Via: Business Insider e Electrek.





Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here