Avaliação diagnóstica da rede estadual de ensino de Goiás na regional de Rio Verde

Apesar da não obrigatoriedade de participação na avaliação diagnóstica da rede estadual de ensino, os alunos da regional de Rio Verde parecem ter feito questão de comparecer à prova. Em grande parte das 22 escolas estaduais vinculadas à Coordenação Regional de Educação (CRE) de Rio Verde, o comparecimento dos estudantes oscilou entre 70% e 80%, segundo os números fornecidos pelos gestores escolares.

A avaliação diagnóstica está sendo realizada nas escolas estaduais de Goiás entre os dias 22 de fevereiro e 4 de março. O objetivo da prova, composta por questões de Língua Portuguesa e Matemática, é identificar as habilidades desenvolvidas pelos estudantes em 2020 e nortear o trabalho pedagógico de 2021.

A coordenadora regional de educação de Rio Verde, Karen Proto, destaca que apesar de não ser obrigatório, é muito importante que os estudantes participem da avaliação: “O resultado do diagnóstico será uma ferramenta para melhoria do desenvolvimento do ensino aos alunos”, afirma.

Entrada do Colégio Estadual Alvino Pereira Rocha, de Rio Verde, na avaliação diagnóstica
Entrada do Colégio Estadual Alvino Pereira Rocha, de Rio Verde, na avaliação diagnóstica

Protocolo de biossegurança e organização da avaliação diagnóstica

Cerca de 17 mil alunos estão matriculados na rede estadual de ensino dos municípios de Rio Verde, Castelândia, Montividiu e Santo Antônio da Barra. Cada unidade escolar organizou a distribuição dos alunos durante a avaliação, obedecendo a quantidade máxima de 30% da capacidade de cada sala de aula, de acordo com o Protocolo de Biossegurança.

A coordenadora de Rio Verde explica que algumas escolas aplicaram a avaliação com uma série por dia, ocupando todas as salas de aula. Outras preferiram distribuir os alunos por ordem alfabética, dentro de um cronograma de dias.

Ao entrarem na unidade escolar, os estudantes foram recebidos com álcool em gel e aferição de temperatura. O uso de máscara é obrigatório. Depois da avaliação, os alunos receberam um lanche preparado pelas merendeiras.

Na regional, os alunos residentes na zona rural usaram o transporte escolar para irem até a escola no dia da avaliação. O Colégio Estadual Oscar Ribeiro da Cunha, por exemplo, ofereceu 60 vagas no ônibus escolar para transportar alunos da zona rural e também da zona urbana. 



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here