A farmacêutica AstraZeneca deve entregar menos da metade das vacinas contra a Covid-19 prometidas à União Europeia (UE) no segundo trimestre deste ano. A informação foi divulgada por um oficial do bloco europeu à Reuters, na terça-feira (23).

Na semana passada, a exposição do contrato entre a empresa e o bloco revelou que a farmacêutica havia se comprometido a entregar 180 milhões de doses do imunizante ao bloco entre maio e junho de 2021. Agora, em reuniões internas, o laboratório teria dito que “entregaria menos de 90 milhões de vacinas no segundo trimestre”. A fonte é um oficial da UE que está diretamente envolvido nas negociações e falou sob anonimato.

publicidade

Questionado pela Reuters, um porta-voz da AstraZeneca não negou a fala do oficial, mas afirmou que a empresa trabalha para entregar todas as vacinas prometidas. Mais tarde, a farmacêutica divulgou um comunicado para informar que vai expandir a produção fora do bloco europeu para cumprir o contrato e entregar 180 milhões de doses do imunizante para a UE.

Vacina da AstraZeneca
Fornecimento de vacinas da AstraZeneca à União Europeia no segundo trimestre deve ficar bem abaixo do volume contratado. Foto: Tobias Arhelger/Shutterstock

Menos vacinas não devem comprometer calendário

Apesar da provável redução do fornecimento de vacinas da AstraZeneca, o oficial da UE informa que as metas de vacinação do bloco não devem ser afetadas. Isso, claro, se as entregas de outros fornecedores forem cumpridas — os imunizantes da Pfizer e da Moderna também já sofreram atrasos.

Isso não muda, porém, o fato de que o volume prometido pela AstraZeneca deve ficar bem aquém do esperado. A farmacêutica se comprometeu a entregar, ao todo, 300 milhões de doses de vacina no primeiro semestre de 2021. Agora, pode ser que o total não ultrapasse 130 milhões.

É possível que novas mudanças no calendário ocorram até o meio do ano, mas os contratos da UE estipulam que a farmacêutica se comprometa a cumprir o prazo determinado. “Estamos revisando continuamente o cronograma de entrega e informando a Comissão Europeia semanalmente sobre planos de trazer mais vacinas para a Europa”, finaliza a AstraZeneca.

publicidade

Via: Reuters





Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here