O ministro Paulo Guedes (Economia) em coletiva de imprensa realizada remotamente (Foto: Edu Andrade/Ascom/ME)

BRASÍLIA (Reuters) – O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira que o governo federal vai renovar a camada de proteção aos mais vulneráveis, sem mencionar valores ou o espectro coberto pelo novo auxílio emergencial, e acrescentou que, por outro lado, haverá destravamento da pauta econômica que tramita no Congresso Nacional, com as duas Casas sob novos comandos.

Guedes acompanhou o presidente Jair Bolsonaro na entrega do projeto de lei que trata da privatização dos Correios ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL).

“A prioridade sempre foi o povo brasileiro em primeiro lugar e o destravamento, justamente, da pauta de investimentos (…) Os dois andam juntos. Saúde e economia andam juntos. Então nós vamos, por um lado, renovar a camada de proteção e, por outro lado, destravar a pauta”, disse Guedes.

PETR3; PETR4), Roberto Castello Branco, no cargo.

O ministro da Economia havia estado um pouco antes em solenidade no Palácio do Planalto para, entre outras definições, sanção pelo presidente Jair Bolsonaro do projeto de lei que confere autonomia operacional ao Banco Central.

Na cerimônia, o titular da pasta da Economia recebeu novo afago de Bolsonaro, segundo o qual Guedes é a “âncora” do governo. A ida de Castello Branco para o comando da Petrobras foi por indicação de Guedes.





Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here