Processo selecionará funcionários do GDF para conduzir cursos presenciais e a distância / Foto: Divulgação

A Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) tornou público, nesta quinta-feira (25/02), por meio de publicação em Diário Oficial do DF, o primeiro edital de seleção com vistas à formação de banco de instrutores internos do sistema socioeducativo. Será composto por agentes, especialistas, técnicos e auxiliares socioeducativos, que vão atuar nas ações de capacitação desenvolvidas pela Gerência de Treinamentos Específicos.

O banco vai classificar servidores aptos a atuar como instrutores em cursos presenciais e a distância. Servidores do Sistema Socioeducativo interessados em participar do processo seletivo devem fazer as inscrições no período de 8 a 25 de março de 2021, no Sistema Eletrônico de Informações do GDF (SEI). Os candidatos ao processo seletivo poderão escolher até três áreas para se tornarem instrutores.

As vagas de instrutores irão agregar atividades nas áreas de Comunicação, Comportamento e Relações Humanas no Trabalho, Direito, Ferramentas Administrativas, Segurança, Gestão, Saúde, Orçamento Público, Concepções e Práticas em Socioeducação.

Valorização dos servidores

“O Banco de Instrutores obedece aos princípios da eficiência, e está alinhado às melhores práticas desenvolvidas no setor público do GDF”Marcela Passamani, secretária de Justiça e Cidadania

A secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani, destaca que o edital está alinhado com as ações da pasta. “O Banco de Instrutores contribui com os objetivos estratégicos da Sejus, com a profissionalização do serviço público e promove a valorização dos nossos servidores. Além disso, obedece aos princípios da eficiência, e está alinhado às melhores práticas desenvolvidas no setor público do GDF”, explica.

Dúvidas referentes ao processo seletivo poderão ser sanadas por meio do e-mail: getreine@sejus.df.gov.br

*Com informações da Sejus



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here