O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Novo Gama prendeu, no dia 5 de março, um homem suspeito de matar a companheira com socos na cabeça, após suspeitar de suposta traição. De acordo com as investigações, o corpo da vítima foi encontrado pela Guarda Civil do município, que repassou o fato ao GIH. No local do crime, os policiais encontraram a vítima com o rosto desfigurado e diversos objetos quebrados pela casa.

Ainda no local do crime, os policiais averiguaram que a mulher e o companheiro brigavam constantemente, o que corroborava com a tese de feminicídio. Após levantamentos acerca da qualificação e dos possíveis locais onde o autor poderia estar, os policiais encontraram o suspeito, cerca de seis horas após o cometimento do delito.

Ao ser questionado sobre os fatos, o autor, de forma espontânea, confessou a prática do crime. Quanto ao modo de execução e a motivação, o abordado esclareceu que,  na madrugada do mesmo dia, havia desferido diversos socos na cabeça de sua companheira, pelo fato dele suspeitar que ela estava lhe traindo. Como consequência das agressões, a vítima  não resistiu aos ferimentos e morreu.

Diante dos elementos apurados foi dada voz de prisão e posteriormente formalizado o auto de prisão em flagrante delito em desfavor do autor, pela prática do crime previsto no art. 121, §2º, incisos II e VI, do Código Penal. (Feminícidio por motivo fútil). A comunicação da prisão foi acompanhada da representação pela prisão preventiva do autor, que já possuía antecedentes criminais pela prática de violência doméstica contra a mulher.

 



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here