CB.PODER - Iolando de Almeida, deputado distrital - 23/11

CB.PODER - Iolando de Almeida, deputado distrital - 23/11

CB.PODER - Iolando de Almeida, deputado distrital - 23/11



E aí o Olá e se você poder programa do Correio Braziliense presente em todas as plataformas digitais nós chegamos até você pela TV pode que as redes sociais se ligue participe aqui com a gente nossos lares o correio que você pode escolher Facebook Twitter YouTube Lembrando que você poder é uma parceria do Correio Braziliense da Tv Brasília eu sou causa Alexandre e hoje nós recebemos aqui o deputado distrital e Orlando Almeida que é do partido social Cristão PSC seja muito bem vindo ao

programa de cada obrigado com Alexandre é uma hora muito grande poder esse aqui com vocês aqui nesse momento descontraído de vivo Eu que agradeço ele tá vou começar a falando da sua base eleitoral né Nós estamos começando o senhor tem a base em Brazlândia em Brazlândia tá no movimento interessante agora com essa retomada digamos assim da pandemia né então eu tenho como base Brazlândia de Fátima cidade que eu eu estou lá desde os 2 anos de idade nasce em Taguatinga tocando e fui há do is anos de

idade Renan fuzil na quinta já completa mais um aninho de vida ou Parabéns Muito obrigado e Brazlândia é uma cidade atípica qualquer uma cidade a tempo 33 regiões administrativas Distrito Federal mas Brazlândia ela se diferencia pela pela qualidade é da parte rural que ela e que ela que ela tem e ela apresenta por sido Federal uma coisa é maravilhosa nesse nesse período agora de retomadas academia já Começando na nossa conversa para o Brasil mas é porque ele também chega no final do ano fé povo

já tá né é animado digamos assim para se reencontrar e parte por lazer mas tem dois duas vertentes aí que são bastante fortes em relação a janela turismo religioso e o turismo rural ou Ecológico como é que tá isso caso Alexandre é uma verdade Brazlândia por essa cidade por essa qualidade que ela tem ela ela apresenta há 50 cachoeiras Olha só dá para explorar o turismo ecológico de forma exorbitante uma forma assim maravilhosa acredito que todos que vão A Brazl ândia se surpreende por entender e

pensar Brasilândia não é no distrito federal ela da Ford Federal adotar é 50 km é Distrito Federal é a segunda cidade mais antiga do Distrito Federal de 88 anos e ela apresenta essas qualidades rurais a muita é uma terceira maior extensão territorial do Distrito Federal e ela tem grandes responsabilidades comerciais além dessa questão do Turismo Rural né Essas cachoeiras hotéis fazendas Na cidade ela apresenta de forma de que é um polo de oportunid ades assim excepcional né Muito muito só para

você ter ideia São 50 cachoeiras Olha só 50 cachoeiras nós produzimos é o sexto maior o Federal do país que produz morango é Brasilândia teve o festival há pouco tempo né festival Festa do Morango né Por exemplo que já tá 26 anos a bem a prevenção a dona já tradição todo mundo já fica esperando mês de Agosto e Setembro a festa do morango né então assim é Além disso é movimenta a economia movimenta a economia né do lado local os produtor es a um movimentação de lucro muito grande nessa era uma

dessa produção em alta né Delon agora veja então quer dizer o senhor tem orgulho muito Evidente isso eu tenho orgulho de ser de Brazlândia se representar o plano aqui na Assembleia Legislativa e evidentemente o deputado distrital mas também tem outras atrações né e outras responsabilidades outros causos e uma bem conhecida no seu trabalho é a questão da Deficiência física eu queria começar essa nossa conversa específica sobr e decência ISO falando de um ponto muito importante que inclusive é de

uma eu queria que é o estatuto da pessoa com deficiência no DF O que que você pode explicar relações o que que é importante então Carlos Alexandre para mim é um orgulho muito grande primeiro é ser morador de Brazlândia uma orgulho maravilhoso eu me sinto muito feliz por morar naquela cidade a É porque ela nos traz uma paz muito grande ela tem as suas as suas peculiaridades né inclusive nessa parte o rural a produ ção de morango produção de goiaba de hortaliças e frutas Distrito Federal inclusive

dos maiores abastecedor que temos aqui na Ceasa na aqui dentro da Feira do Produtor vende brasão Eles são muito orgulho sinto muito feliz com isso e claro Quando eu Fui eleito Deputado distrital para o Brasília a eu tive uma boa votação na minha base uma boa votação expressiva mesmo na minha base e ir lá e eu tenho comum como fundamental base né mas é claro eu adotei uma ou a base que a base da pessoa com deficiência quando eu sofri um acidente de motocicleta a quando eu tinha 20 anos de idade

eu sou Militar da Força Aérea e tava servindo a foto aérea nesse momento eu me deslocando lá do lago sul do que as cinco lá no centro tomar para minha casa em Brazlândia e o tive um acidente gravíssimo a minha moto colidiu com o carro e eu vinha perdeu os movimentos do meu braço quem seis meses internado no hospital Fiz seis cirurgias é igual agir em perna fratura de de ossos né da do rádi o fratura do fêmur nem tão deu lesão medular também aonde paralisou a movimentação no meu braço e aí eu

fui cair na realidade que eu daquele momento em que o médico falou que ela você não vai ter mais a movimentação do seu braço eu e você a partir de hoje vai ter que conviver com essa deficiência E aí Claro um choque para um garoto de 21 anos 20 anos de dar vendo tem um impacto muito grande ele mais eu ao tempo né não foi ao mesmo momento foi ao tempo a gente foi enfrentando prim eiro o preconceito né a sociedade a 30 anos atrás era preconceituosa muito difícil de lidar com pessoas com deficiência

porque a gente mais um choque de amor eu segundo choque exatamente se primeiro se a DECO a sua deficiência eu tenho uma deficiência agora a sua realidade física pronto eu não tenho mais dois braços eu não tenho mais duas pernas no meu caso não tenho mais os dois braços e funcionamento e o que fazer agora um jovem de 20 anos de idade E aí então me deparei com uma rea lidade completamente atípica né naquele momento servindo o Brasil eu sou Militar da força Então se orgulho do país se vindo ali e

de repente foi interrompido um sonho que eu tinha Oi e aí agora você vai ter que agora da adequar a sua deficiência adequação foi um ponto também extremamente físico que eu era Destro tinha que escrever com a esquerda olha passar a escrever meu nome passar a escrever a letra do alfabeto as atividades realizadas atividades corriqueiras como escovar dente sem usar fio dental tomar um café tomar um carro ver cortar um bolo coisas básicas né no dia a dia que a gente só ver quando de fato a gente

perde um membro né então foi outra realidade EA terceira realizar e foi só a população a sociedade 20 anos de idade 30 anos atrás como é que você entraram jovem como é que um jovem cara uma sociedade preconceituosa muitas vezes eu tava na rua as pessoas venham para o pavão papel meu braço mas está fino mas não movimenta e tal e eu e entende q ue aquilo ali para mim cara E aí vou ter duas visões aqui eu tenho dois caminhos aqui a seguir eu dou uma de coitadinho aqui e as pessoas me aceita como

Coitadinho vitimiza né eu sinto meu retorna a vítima do do momento e vou ficar a esperar o que eles vão me dar o que eles me dão um as esmolas que eles vão me dar ou então eu levanto a cabeça como para frente vença o preconceito e quando começou essa decisão de atuar politicamente A partir dessa constatação não foi imediata e eu s ofri o acidente em 90 e eu fui despertar em 94 quatro horas depois mais ou menos uns seis anos depois que eu consegui me aceitar como a pessoa que não deficiência até

então não me aceitava eu não me aceitava e eu entendo hoje eu convivo há mais de 30 anos com e pensa e com pessoas com deficiência e hoje eu confesso para você Muitas pessoas vivem lutos de 20 anos de 30 anos de 40 anos eu acho que eu fui um sobrevivente o vence a as dificuldades com a superação e comecei a mostrar par a as pessoas que nós pessoas com deficiência ou qualquer pessoa em qualquer situação não excepcionalmente uma deficiência sem faz uma questão social se ela se vitimizar é pior para

ela ela vai se tornar é menor ainda do que ela é um com problema que ela tem com a deficiência que ela tem ou com qualquer outra circunstância Eu tenho esse é o depoimento eu achei excelente muito forte né gente tem vários pontos que o senhor mencionou a inclusive falando da sua vida pessoal da sua trajetór ia pessoal que um puxão outros outros temos que eu gostaria de abordar mas eu queria voltar a nossa primeira pergunta original sobre Estatuto da pessoa com DH dance Por que que não importante

então quando eu fui eleito depois de três candidaturas não sei sucesso que todas elas foram escadas assim comigo né construção eu tive uma expressiva votação em 92006 quando foi candidato pela primeira vez 2010 quando eu fui candidato pela segunda vez e 2014 quando eu fui candidato Pela terceira vez somente em 2018 a a quarta eleição que eu fui eleito Deputado E aí eu peguei como pauta principal eu falei ó eu vou ficar na Câmara Legislativa nos pilares da câmara legislativa a bandeira em defesa

da pessoa com deficiência Oi e a primeira coisa que eu fui trabalhar foi em cima Foi duas questões uma delas só é construção da secretaria que nós vamos falar depois sim e a outra foi a questão da criação do estatuto da pessoa com deficiência algo que não tinha não existir em Brasíli a não existia no distrito federal e eu precisava criar aquilo para poder organizar todas as defesas as pautas em defesa da pessoa com deficiência Distrito Federal na sua avaliação Qual o ponto mais importante do

estatuto das pessoas com deficiência Qual é a pedra fundamental da pedra fundamental do estatuto da pessoa com deficiência ela se dá ela tem várias várias Vertentes primeiro a consolidação dos seus direitos da pessoa com deficiência ela sabe que a partir do está tudo ela veio ali que tem o seu dia como a constituição que tem os nossos que nós sabemos que são os nossos direitos ali e os nossos deveres a Lei Orgânica do Distrito Federal e o nosso sistema do Distrito Federal e para pessoa

específica da com deficiência o estatuto da pessoa com deficiência Então ela rege na área educacional mecanismos e formas de adoção e adequação das leis para pessoas com deficiência na educação na empregabilidade de algo fundamental para a pessoa com deficiênc ia a gente vê que há leis que obrigam as empresas a cumprir na conta nós sabemos que tem essa lei tem a sua obrigatoriedade mas ainda nós sabemos que muitas e muitas empresas não cumprir esse esse item da da da da nossa lei isso é um

prejuízo e o estatuto ele também foca isso a parte da empregabilidade em então esses são os direitos a parte da saúde é outro ponto fundamental a as vezes que beneficia as pessoas com deficiências elas ficam Ale o vinagre na junção do da criação do estatuto automaticamente elas ali tem a sua garantia por ponto né discriminado ela quer ali direto a a parte da Saúde ela vai abrir já vai ver ali todos os direitos que ela tem de garantia se fosse sogra é uma conquista né com certeza já é fundamental

Conquista para as pessoas com deficiência decisão e tia então assistindo agora nós sabemos que está totalmente respaldado é o direito da pessoa com deficiência garantido por lei inclusive votado pela câmara e sancionada pelo governo e p ublicado no Diário Oficial se tornando lê né paralelamente a isso o senhor mencionou e é o momento de falar um pouquinho existe a secretaria também que que foi uma proposta sua agora o que consta exatamente Carlos Alexandre o que que acontece e quando eu sempre

fui militante apartir de 94 eu comecei a militar e pela causa da pessoa com deficiência Eu me encontrei um vai agora eu tenho uma deficiência no pronto eu não tenho escapatória perfeito de todas as formas de todos os mecanis mos na aeronáutica no Saara em outros lugares fazer com que o meu braço Voltasse a funcionar não havia possibilidade Irreversível é o relatório médico que me deu Irreversível então eu optei por trabalhar por outro caminho que o caminho claro que mais difícil mas é um caminho

que me fez chegar até aqui e aí nós apresentamos essa essa situação dentro da câmera aí dentro do nosso segmento da pessoa com deficiência desde quando eu me admirei a lutar pela causa a pessoa com deficiência an tes de ser deputado mas ainda na luta na militância política eu falei nós precisamos criar uma secretaria da pessoa com deficiência porque por incrível que pareça Carlos Alexandre é uma coisa incrível e parece que o deficiente é visível É incrível quando você fala tem 650 mil pessoas

noite Felipe Federal com algum tipo de deficiência Aonde tá esse povo usar as pessoas se Assustam quando você fala que não país Brasil tem 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência fala aond e trás povo mas está estatisticamente comprovado pelo Censo do IBGE 2010 que comprovam que o Brasil tem que infelizmente essas pessoas estão sendo segregados e é o que acontecia muito como eu te falei no início a entrevista nós deficientes há muitos anos atrás eram segregados era etnias ficavam

usar aquartelado das nossas casas os nossos pais faziam esse conosco nos a sociedade vazio enche conosco as pessoas ficavam em casa por causa da decisão essa discussão ainda Oi gente recen temente por exemplo ouvir a questão das escolas que o ministro educação acredita me Ou pelo menos deu entender que ele achava que as crianças com alguma deficiência deveriam ficar apartados o que prejudicavam os outros colegas "normais quer dizer a mais que são trair impressionante depois de 30 anos como

o senhor mencionou ainda se tem essa ideia excludente de menos assim É nós temos aqui vários Centro de Ensino especial em Brasília nós temos 13 um só o Distrito Federal no país inteiro nos 26 estados eo Distrito Federal só o Distrito Federal prevalece com esse em especial só decepção dela para valer com esse especial todos os outros estados foram extintos a causa da pessoa com deficiência nós temos as criações evidentemente discordantes absolutamente porque nós temos a escola inclusiva todas as

escolas de Federal estão no mecanismo de escola inclusiva que e inclusive ela inclui a pessoa com deficiência no ensino regular no ensino regular que a criança pass a a conviver que é natural que é um socialização ela tá socializando a sociedade ela tá socializando ela tem uma deficiência e nada melhor do que no meio daquelas outras crianças existe uma pessoa uma criança com deficiência não seja aluno cadeirante que ela ali convivendo com as crianças que não são deficientes que não têm

deficiência então começa a conviver com a criança como uma coisa normal ela começa a a crer que a pessoa com deficiência ela pode estar no nosso meio na turalmente e isso Eu discordo quando a essa essa essa discriminação para com as pessoas com deficiência no ensino Educacional não tiver muito bem eu vou pedir uma licencinha para o senhor Deputado nós vamos falar mais sobre isso e outros Temos que se julgar interessante só vou pedir um pequeno intervalo ok em um minuto só que a gente volta com

mais você poder que recebe hoje o deputado especial e Orlando Almeida não sai daí que nós estamos já já E aí não existe volta com o segundo bloco do seu de poder que recebe hoje o deputado distrital e Orlando Almeida Deputado é o senhor mencionou falou muito bem sobre a questão do estatuto da pessoa com deficiência agora existem também assim como acontece com o Estatuto da Criança e Adolescente Um Desafio aí que a questão da aplicação desse desse está tudo com o desafio que o senhor vem

relações pó eu vejo um grande desafio para nós parlamentar para o governo né para o estado Mas eu vejo o grande desafio da socie dade enxergar esses direitos a sociedade ela tá diz preparada para cumprir aquilo que tá na lei a gente faz as leis fiscaliza o estado fiscaliza a o cumprimento dessas vezes mais a execução ali a a ação da população ainda há um déficit muito grande Ainda há uma uma só falta ainda de comprimido compromisso da sociedade vai dar um exemplo exatamente aos das vagas

especiais às vagas especiais eram são para pessoas com deficiência com condições motoras inferior quer dizer Elas tê m dificuldades de andar um para uso muletas e bengalas elas usam é o André deu o roda elas usam cadeira de roda e elas são adequada essas vagas são adequadas para esse tipo de pessoas para esse tipo de pessoas com deficiência uma vez que você como eu que têm uma deficiência superior direita que não me pede locomover eu posso botar meu carro a 1 km de andar até o shopping até um não

há problema mas o grande problema é que a sociedade às vezes fala assim é só um minutinho só vou aqui ra pidinho vou pagar uma conta já volto rapidinho válida nem vai chegar nem um deficiente aqui para poder usar a vaga dele então todo mundo pensa que é só um minutinho e usando a vaga da pessoa com deficiência o Detran no ano de 2020 aplicou 98 4 98 mil multas noite Federal por infrações de pessoas que cometeram é infrações no trânsito que causam nolo prejuízo para as pessoas com

deficiência para as pessoas com dificuldade de locomoção ou seja né na verdade Estatuto da p essoa com deficiência é um convite de Gamas assim para a sociedade se concientizar se engaja em uma questão que está aí ela é inevitável e a pessoa EA sociedade tem uma missão digamos assim a abrir o que são pessoas são cidadãos que têm direitos tem deveres aqueles que conseguem trabalhar pagam impostos também quer dizer então é são são os cidadãos que merecem toda a diferença e respeito também Carlos

Alexandre que acontece é só os cidadãos naturalmente né e um deles tem uma vida é de classe média até de classe média alta em pessoas no meio da sociedade todos os níveis Mas é só a pessoa com deficiência pessoas que têm de classe pobre que é de que é deficiente não vi pelo contrário é uma é uma mistura Mas é claro São pessoas que pagam impostos São pessoas que fazem faculdade você estiver lavando verdade ela tem que ter a vaga específica ali se você chega no no no instituição pública muito

espaço no concurso público seção estão dando o seu igual Qualquer um a outra pessoa então a pessoa com deficiência Ela tem todos os termos de um cidadão todas as qualidades de um cidadão Claro tem todos os seus suas responsabilidades também como cidadão o que a sociedade precisa fazer é entender isso que ele tem um direito a mais no caso específico do da Lon e não ele tem o direito à vaga próximo da rampa próximo ali ao estacionamento de chegar no seu não sei estabelecimento Nossa então ele tem

isso além por causa da dificuldade dele como deficiência se não ele não teria a mas nesse caso a sociedade tem que entender que ali é um direito garantido constitucionalmente Sem dúvida mudando um pouco de assunto eu queria falar de um outro ponto também uma outra frente que eu que eu sei que o senhor também a tua bastante que a questão orçamentário e o senhor tem alguns pontos a chamar atenção relativos a benefícios fiscais como que é isso a isenção fiscal que é isso Pois é então a gente

trabalhou muito isso lá na na Câmara Legisla tiva nessa questão da das intenções tributárias também trabalhamos muito na questão das atenções dos dos impostos né Por exemplo a pessoa com deficiência têm direito a compra do carro com isenção estamos trabalhando para que isso é pro long neck e já um sistema do Governo Federal a gente adecco aqui a nossa lei passando pela câmara legislativa junto com o com o governo local e apresentamos E aí nós temos a isenção para compra de carro com isenção de

ICMS DF enfim a isenção de IPVA para pessoa com deficiência nesse carro agora tem uma Castell muito importante também camisa de casa eu até escrevi aqui é um pouco mais complexo ou até ler tá sua caso só para você para a gente ter um entendimento e como é que que é feita essa questão da dessas questões do tributário do governo romeno ele ele consegue Olha só em 2019 e houve uma renúncia fiscal de 1,8 bilhões em 2020 foi concedido 1,7 bilhões e em 2021 1,76 bilhões de reais é sonhos são são é

como se fala são ren úncias fiscais que o governo poderia fazer e atuar em cima das questões da pessoa com deficiência só nós temos aqui uma grande renúncia fiscal do governo que às vezes essa essa renúncia é perdida não tem direcionamento e eu propus através da dos nossos projetos e leis inclusive na troca para que fosse votado nela a inclusão Desses desse desse dessas renúncias fiscais né uma proposta de orçamento para o exercício desse desse ano de 2022 Então até hoje está em agora estou

aguardan do o governo é fundamental essa situação para favorecer melhor investimento na área de infraestrutura da pessoa com deficiência na área de saneamento básico na área de investimento Educacional por exemplo eu propus a criação de Escola Técnica especializada para pessoas com deficiência e e as empresas falam que não mas nós não temos eficiente para cumprir a cota porque eu não tenho deficiência porque eu não tenho qualificação Então por que não tem uma escola técnica para qualificar a
pessoa quando eu tento Siri fato mercado tem a lei que obriga o mercado necessita e nós não temos a Deus eu defendi é um redirecionamento neto os recursos públicos em favor dos deficientes exatamente a criação por exemplo Censo demográfico o Censo demográfico por exemplo o ano que vem de 2022 não foi apreciado em pelo governo e é um pecado que o Governo está comendo o que poderia ser feito vocês termográfico em todo sentido a parte da empregabilidade na parte da degrau educacional das pessoa s

qual o tipo de deficiência né para poder o governo se adequassem tudo como é que você vai procurar emprego para uma uma pessoa se você não sabe o coração daquela pessoa resultado Infelizmente o nosso tempo se ferrou aqui o assunto é interessante isso é muito bom Espero que venha mais vezes o que ela chegar eu agradeço aqui Carlos Alexandre agradeço seu carinho Agradeço aos nossos acompanhantes aqui na ter sociais na TV Todo carinho peço que acompanha os trabalhos na Câmara Legisl ativa estamos

ali na condição de primeiro-secretário é responsável por barra frente parlamentar e correndo atrás mais que ele possa fazer mais e mais para a sociedade e que as pessoas com deficiências seis é um efeito Muito obrigado tá ligado se ele poder ficar por aqui Muito obrigado pela sua companhia até a próxima e tchau

CB.PODER - Iolando de Almeida, deputado distrital - 23/11

Powered by Restream https://restream.io/ O deputado distrital Iolando Almeida é o entrevistado do CB.Poder de hoje. Na bancada: Carlos Alexandre de Souza MOSTRAR MAIS

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem