Bolsonaro rebate Fachin


 

O presidente Jair Bolsonaro (PL) respondeu ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, e afirmou que o ministro libertou Lula (PT) da prisão para que ele pudesse voltar ao trabalho. "Fachin foi o relator de uma proposta, deu sinal verde e sua equipe no STF aprovou o 'desacordo' de Lula", disse o executivo em programa transmitido ao vivo no dia 27. "Ele jogou Lula fora. apenas para deixá-lo ir? O que entendemos desse aspecto é que ninguém vai expulsá-lo com ficha criminal. grande em três casos apenas por andar por aí. Na minha humilde opinião, ele se propôs a ser o Presidente da República”, sugeriu.

A declaração de Bolsonaro veio depois que Fachin disse na sexta-feira que respeitar os resultados das eleições é uma expressão inegociável da democracia. “O Brasil tem eleições limpas, seguras e verificáveis. Aceitar os resultados do exercício popular da soberania é uma expressão inegociável da democracia no respeito ao sufrágio universal e ao voto secreto, disse. “A justiça eleitoral favorece a paz nas eleições, que deve ser honrar a democracia, defender o Estado Democrático de Direito e respeitar o processo eleitoral. A defesa da democracia traz serenidade, segurança e ordem para clarear a mente das pessoas. E por esse motivo, ele enfrenta a desinformação com dados e informações precisas”, acrescentou.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem